Motivos para ter criado o Blog:

Mi foto
Eu criei este Blog pra levar a Palavra de Deus a toda criatura. (Marcos 16; 15) Obs.: É por meio deste Blog que eu estou publicando os Estudos que já havia enviado aos meus amigos por e-mail, e aos que não viram todos, aqui terão acesso a eles; pois também foi pelo aumento na demanda de pessoas nos grupos de e-mail que criei o blog. Eu já publiquei os novos, após publicar os anteriores." A Palavra de Deus se renova a cada manhã!", "O céu e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar. - Mateus 24; 35" Um outro motivo pra o blog existir foi por causa de alguns amigos que me incentivaram/estimularam e ajudaram pra que essa idéia se concretizasse e por meio dela, muitas almas sejam alcançadas. Aproveitem este espaço pra conhecer um pouco mais da Palavra de Deus e me ensinar também! Obs.: “Muitas das mensagens que postei fui eu quem “escreveu”, utilizando a Palavra de Deus; e as que não fui eu que “escrevi” completamente ou complementei, procurei citar o nome do autor, e alguns que não coloquei foi por não saber quem é!” Este Blog só existe pra levar a Mensagem do Sofrimento de Jesus na Cruz, que foi por Amor a mim e a você! E não para qualquer outro propósito!

"Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações."

Marcos 13;10


domingo, 24 de mayo de 2015

05 HC – Ó Desce, Fogo Santo




1.     Espírito, alma e corpo,
Oferto a Ti, Senhor,
Como hóstia verdadeira,
Em oblação de amor.

Refrão
Eu tudo a Deus consagro
Em Cristo, o vivo altar;
Ó desce, fogo santo,
Do céu vem tu selar!

2.     Sou teu, ó Jesus Cristo!
Teu sangue me comprou;
Eu quero a Tua graça,
Pois de Ti sempre sou.

3.     Espírito divino,
Do Pai a promissão;
Sedenta a alma pede,
A Ti, a santa unção.


1 Tessalonicenses 5; 16-23: Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal. E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

1 Reis 18; 22-39: Então disse Elias ao povo: Só eu fiquei por profeta do SENHOR, e os profetas de Baal são quatrocentos e cinquenta homens. Dêem-se-nos, pois, dois bezerros, e eles escolham para si um dos bezerros, e o dividam em pedaços, e o ponham sobre a lenha, porém não lhe coloquem fogo, e eu prepararei o outro bezerro, e o porei sobre a lenha, e não lhe colocarei fogo. Então invocai o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome do SENHOR; e há de ser que o deus que responder por meio de fogo esse será Deus. E todo o povo respondeu, dizendo: É boa esta palavra. E disse Elias aos profetas de Baal: Escolhei para vós um dos bezerros, e preparai-o primeiro, porque sois muitos, e invocai o nome do vosso deus, e não lhe ponhais fogo. E tomaram o bezerro que lhes dera, e o prepararam; e invocaram o nome de Baal, desde a manhã até ao meio dia, dizendo: Ah! Baal, responde-nos! Porém nem havia voz, nem quem respondesse; e saltavam sobre o altar que tinham feito. E sucedeu que ao meio dia Elias zombava deles e dizia: Clamai em altas vozes, porque ele é um deus; pode ser que esteja falando, ou que tenha alguma coisa que fazer, ou que intente alguma viagem; talvez esteja dormindo, e despertará. E eles clamavam em altas vozes, e se retalhavam com facas e com lancetas, conforme ao seu costume, até derramarem sangue sobre si. E sucedeu que, passado o meio dia, profetizaram eles, até a hora de se oferecer o sacrifício da tarde; porém não houve voz, nem resposta, nem atenção alguma. Então Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele; e restaurou o altar do SENHOR, que estava quebrado. E Elias tomou doze pedras, conforme ao número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual veio a palavra do SENHOR, dizendo: Israel será o teu nome. E com aquelas pedras edificou o altar em nome do SENHOR; depois fez um rêgo em redor do altar, segundo a largura de duas medidas de semente. Então armou a lenha, e dividiu o bezerro em pedaços, e o pós sobre a lenha. E disse: Enchei de água quatro cântaros, e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha. E disse: Fazei-o segunda vez; e o fizeram segunda vez. Disse ainda: Fazei-o terceira vez; e o fizeram terceira vez; De maneira que a água corria ao redor do altar; e até o rêgo ele encheu de água. Sucedeu que, no momento de ser oferecido o sacrifício da tarde, o profeta Elias se aproximou, e disse: O SENHOR Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, manifeste-se hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme à tua palavra fiz todas estas coisas. Responde-me, SENHOR, responde-me, para que este povo conheça que tu és o SENHOR Deus, e que tu fizeste voltar o seu coração. Então caiu fogo do SENHOR, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rêgo. O que vendo todo o povo, caíram sobre os seus rostos, e disseram: Só o SENHOR é Deus! Só o SENHOR é Deus!

1 João 2; 20 e 27: E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo. E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis.



Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

lunes, 18 de mayo de 2015

Poema- Um Nome


Há um nome que é sobre todo nome,
E é maior que a imensidão do céu,
É um nome capaz de acalmar o furioso mar,
É um nome doce, doce de pronunciar.

Há um nome lindo como a beleza do céu
Estrelado, iluminado pela luz do luar,
Terno e suave, cheio de graça e paz,
Que nos conforta e satisfaz.

Pastor divino, cheio de graça e luz,
Nos traz ao abrigo e ao pasto nos conduz...
Nos revigora e nos consola,
Nada nos falta, quando Ele cuida de nós.

Há um nome que é sem medida de amor,
"Torre forte é o nome do Senhor".
"Deitar-nos faz em verdes pastos",
E mais e mais faz-nos gratos.

Ao passar por vales tormentosos,
Tribulações nos sobrevêm.
Ele, então, estende a sua mão,
E com alma leve prosseguimos além,
Entregues aos seus cuidados para todo sempre...
Amém!


Margarete Solange Moraes


Filipenses 2; 5-11: De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.

Provérbios 18; 10: Torre forte é o nome do SENHOR; a ela correrá o justo, e estará em alto refúgio.



Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

lunes, 11 de mayo de 2015

Poema- PARA VOCÊ MAMÃE



Para você mamãe, que um dia recebeu do Senhor a sublime missão de gerar um filho, e por algum tempo o abrigou em seu ventre, alimentando, protegendo, e dando a ele o crescimento através do seu amor...

Que durante este tempo de espera, muitas vezes sonhou acordada imaginando como seria o seu sorriso, a cor dos seus olhos, dos seus cabelos e cada detalhe do seu corpinho...

Que orou por este pequenino ser que ainda não conhecia, mas que o senhor contemplava e escrevia no seu livro cada um dos seus dias...

Que após passar por tantas expectativas e emoções, viu chegar aquele tão sonhado dia e entre sorrisos e lágrimas, você o tomou em seus braços e ouviu o seu primeiro choro...

Que passou noites em claro velando pelo seu sono, cuidando de uma febre persistente, ou simplesmente cantando para ele aquela antiga canção de ninar...

Que chorou de alegria quando ele ensaiou os primeiros passos, quando nasceu o primeiro dentinho, ou quando meio embaralhado, pela primeira vez ele chamou “mamãe”...

Que com tanto jeitinho cantou para ele, “sou uma florzinha de Jesus” e com o mesmo jeitinho ensinou que o papai do céu lhe deu a vida, que criou as estrelas do céu e os peixinhos do mar...

Para você mamãe... Incansável e guerreira! Que apesar dos grandes desafios do dia a dia, ainda encontra ânimo e tempo para ensinar ao seu filho o caminho que deve andar...

Mãe, que educando seu filho faz brotar nesta terra a boa semente, que fará deste mundo um lugar melhor, um lugar onde haja paz, amor e respeito ao próximo.

Para você mamãe... um Feliz Dia das mães!


Norma Penido


Provérbios 31; 10, 11 a e 27-29: Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. O coração do seu marido está nela confiado; Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça. Levantam-se seus filhos e chamam-na bem-aventurada; seu marido também, e ele a louva. Muitas filhas têm procedido virtuosamente, mas tu és, de todas, a mais excelente!



Como já sabem, este ano minha Avó Paterna dormiu no Senhor, por isso peço que continuem orando por cada membro da minha família, principalmente por meu Pai e meus tios, pois este primeiro dia das mães foi emocionalmente muito difícil.


Mainha (Elbe), Vovó (Elbi), as Amo Demais!


Parabéns para todas as Mães, Avós e Sogras!





Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

domingo, 3 de mayo de 2015

Poema- Calmaria




Um barco na tormenta,

Um grande temporal,
Não lhe atormenta.
O que lhe pode fazer mal?
Descansa!

Os seus dizem: Atenta!
Achas isso normal?
A ventania aumenta;
Não temes a morte, fatal,
Que avança?

Seu despertar alenta:
Repreende o vendaval,
O mar, ele acalenta
Com autoridade tal.
Bonança!

O Mestre se lamenta:
“Não tendes fé vital?
A timidez violenta
Faz esquecer leal
Aliança.”

Neles temor se assenta
Pois não há nada igual
A quem tudo apascenta
E a profundeza, abissal,
Amansa.

Silvestre Kuhlmann


Marcos 4; 35-41: E, naquele dia, sendo já tarde, disse-lhes: Passemos para o outro lado. E eles, deixando a multidão, o levaram consigo, assim como estava, no barco; e havia também com ele outros barquinhos. E levantou-se grande temporal de vento, e subiam as ondas por cima do barco, de maneira que já se enchia. E ele estava na popa, dormindo sobre uma almofada, e despertaram-no, dizendo-lhe: Mestre, não se te dá que pereçamos? E ele, despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e houve grande bonança. E disse-lhes: Por que sois tão tímidos? Ainda não tendes fé? E sentiram um grande temor, e diziam uns aos outros: Mas quem é este, que até o vento e o mar lhe obedecem?


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla