Motivos para ter criado o Blog:

Mi foto
Eu criei este Blog pra levar a Palavra de Deus a toda criatura. (Marcos 16; 15) Obs.: É por meio deste Blog que eu estou publicando os Estudos que já havia enviado aos meus amigos por e-mail, e aos que não viram todos, aqui terão acesso a eles; pois também foi pelo aumento na demanda de pessoas nos grupos de e-mail que criei o blog. Eu já publiquei os novos, após publicar os anteriores." A Palavra de Deus se renova a cada manhã!", "O céu e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar. - Mateus 24; 35" Um outro motivo pra o blog existir foi por causa de alguns amigos que me incentivaram/estimularam e ajudaram pra que essa idéia se concretizasse e por meio dela, muitas almas sejam alcançadas. Aproveitem este espaço pra conhecer um pouco mais da Palavra de Deus e me ensinar também! Obs.: “Muitas das mensagens que postei fui eu quem “escreveu”, utilizando a Palavra de Deus; e as que não fui eu que “escrevi” completamente ou complementei, procurei citar o nome do autor, e alguns que não coloquei foi por não saber quem é!” Este Blog só existe pra levar a Mensagem do Sofrimento de Jesus na Cruz, que foi por Amor a mim e a você! E não para qualquer outro propósito!

"Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações."

Marcos 13;10


domingo, 24 de noviembre de 2013

Josué, novo Líder do Povo Israelita!



Como vimos no estudo sobre a morte de Moisés, o novo Líder do povo de Israel passou a ser Josué, e para que o povo visse que Deus estava com ele, lhe deu estratégias para passar o Jordão e conquistar a terra prometida, que era Jericó:

Josué 2; 1-24: E Josué, filho de Num, enviou secretamente, de Sitim, dois homens a espiar, dizendo: Ide reconhecer a terra e a Jericó. Foram, pois, e entraram na casa de uma mulher prostituta, cujo nome era Raabe, e dormiram ali. Então deu-se notícia ao rei de Jericó, dizendo: Eis que esta noite vieram aqui uns homens dos filhos de Israel, para espiar a terra. Por isso mandou o rei de Jericó dizer a Raabe: Tira fora os homens que vieram a ti e entraram na tua casa, porque vieram espiar toda a terra. Porém aquela mulher tomou os dois homens, e os escondeu, e disse: É verdade que vieram homens a mim, porém eu não sabia de onde eram. E aconteceu que, havendo-se de fechar a porta, sendo já escuro, aqueles homens saíram; não sei para onde aqueles homens se foram; ide após eles depressa, porque os alcançareis. Porém ela os tinha feito subir ao eirado, e os tinha escondido entre as canas do linho, que pusera em ordem sobre o eirado. E foram-se aqueles homens após eles pelo caminho do Jordão, até aos vaus; e, havendo eles saído, fechou-se a porta. E, antes que eles dormissem, ela subiu a eles no eirado; E disse aos homens: Bem sei que o SENHOR vos deu esta terra e que o pavor de vós caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desfalecidos diante de vós. Porque temos ouvido que o SENHOR secou as águas do Mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito, e o que fizestes aos dois reis dos amorreus, a Siom e a Ogue, que estavam além do Jordão, os quais destruístes. O que ouvindo, desfaleceu o nosso coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o SENHOR vosso Deus é Deus em cima nos céus e em baixo na terra. Agora, pois, jurai-me, vos peço, pelo SENHOR, que, como usei de misericórdia convosco, vós também usareis de misericórdia para com a casa de meu pai, e dai-me um sinal seguro, De que conservareis com a vida a meu pai e a minha mãe, como também a meus irmãos e a minhas irmãs, com tudo o que têm e de que livrareis as nossas vidas da morte. Então aqueles homens responderam-lhe: A nossa vida responderá pela vossa até à morte, se não denunciardes este nosso negócio, e será, pois, que, dando-nos o SENHOR esta terra, usaremos contigo de misericórdia e de fidelidade. Ela então os fez descer por uma corda pela janela, porquanto a sua casa estava sobre o muro da cidade, e ela morava sobre o muro. E disse-lhes: Ide-vos ao monte, para que, porventura, não vos encontrem os perseguidores, e escondei-vos lá três dias, até que voltem os perseguidores, e depois ide pelo vosso caminho. E, disseram-lhe aqueles homens: Desobrigados seremos deste juramento que nos fizeste jurar. Eis que, quando nós entrarmos na terra, atarás este cordão de fio de escarlata à janela por onde nos fizeste descer; e recolherás em casa contigo a teu pai, e a tua mãe, e a teus irmãos e a toda a família de teu pai. Será, pois, que qualquer que sair fora da porta da tua casa, o seu sangue será sobre a sua cabeça, e nós seremos inocentes; mas qualquer que estiver contigo, em casa, o seu sangue seja sobre a nossa cabeça, se alguém nele puser mão. Porém, se tu denunciares este nosso negócio, seremos desobrigados do juramento que nos fizeste jurar. E ela disse: Conforme as vossas palavras, assim seja. Então os despediu; e eles se foram; e ela atou o cordão de escarlata à janela. Foram-se, pois, e chegaram ao monte, e ficaram ali três dias, até que voltaram os perseguidores, porque os perseguidores os buscaram por todo o caminho, porém não os acharam. Assim aqueles dois homens voltaram, e desceram do monte, e passaram, e chegaram a Josué, filho de Num, e contaram-lhe tudo quanto lhes acontecera; E disseram a Josué: Certamente o SENHOR tem dado toda esta terra nas nossas mãos, pois até todos os moradores estão atemorizados diante de nós.




1ª estratégia:

Enviou 2 homens de sua confiança para espiar a terra prometida, cujos foram protegidos por Raabe (uma *prostituta), ficando escondidos no telhado/eirado quando o rei de Jericó soube que eles estavam espiando a terra e mandou seus soldados para lhos prender. Raabe sabia dos feitos do Senhor pelo seu povo, como por exemplo, a abertura do Mar Vermelho, e todo o povo de Jericó temiam a esse Deus tão poderoso e que cuida dos seus; e como ela ajudou os espias, então propôs que eles também a poupassem, tanto a ela, quanto a sua família. E o acordo foi firmado, e só valeria se ela não os entregasse aos guardas de Jericó e ela tinha que atar um cordão de fio se escarlata à janela, a mesma que eles desceram e que fica sobre o muro, pois sua casa era sobre o muro (isto serviria de sinal, para que sua casa não fosse atacada e como ponto de fuga); bem como, toda sua família tinha que permanecer dentro da casa, pois só assim eles garantiriam que seriam poupados no momento certo.




*Mesmo sendo prostituta ela reconheceu o poder de Deus e por ter abrigado e ajudado os servos do Deus vivo, que é Deus nos céus e na terra, ela e sua casa/família foram salvas, salvas não só de morrerem junto com seu povo, bem como, eu creio que alcançaram a Salvação pela fé no nosso Deus, pois quando vemos na Bíblia mencionando: Vai em paz, a tua fé te Salvou, quando a pessoa buscou o Senhor por estar acometida de alguma enfermidade, me atrevo a conjecturar que para ela também lhe foi imputado por justiça, pois creu no Poder do Deus dos deuses. Vejamos o exemplo da mulher adultera, ela foi apanhada em flagrante, porém foi perdoada, por que o poder de salvar e de condenar está nas mãos dEle, porém Ele não tem prazer em condenar ninguém, Ele veio para buscar e Salvar os perdidos/pecadores, basta que eles queiram ser salvos, bem como também não veio para abolir a lei, e sim para fazê-la cumprir. Outro ponto sobre a adultera é que os fariseus estavam querendo tentar ao Senhor, portanto, Ele em sua onisciência passou a “responsabilidade” para eles (acusadores), já que se achavam tão perfeitos/sem pecado, então que atirassem pedras sobre ela. Mais como vimos, eles não eram perfeitos e por isso ela que era a pecadora flagrada, alcançou misericórdia.

Marcos 10; 46-52: Depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando. E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim. E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele clamava cada vez mais: Filho de Davi! Tem misericórdia de mim. E Jesus, parando, disse que o chamassem; e chamaram o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, que ele te chama. E ele, lançando de si a sua capa, levantou-se, e foi ter com Jesus. E Jesus, falando, disse-lhe: Que queres que te faça? E o cego lhe disse: Mestre, que eu tenha vista. E Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E logo viu, e seguiu a Jesus pelo caminho.

Romanos 4; 1-8: Que diremos, pois, ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne? Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar, mas não diante de Deus. Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado o galardão segundo a graça, mas segundo a dívida. Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça. Assim também Davi declara bem-aventurado o homem a quem Deus imputa a justiça sem as obras, dizendo: Bem-aventurados aqueles cujas maldades são perdoadas, E cujos pecados são cobertos. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa o pecado.

João 8; 1-11: Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava. E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto, redarguidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.

Mateus 5; 17: Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.

Lucas 19; 10: Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.

Mateus 4; 7: Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.




2ª estratégia:

Mesmo sem saber como passariam o Jordão, ele tinha fé de que a vitória era certa, pois o quê seria o rio Jordão para um Deus que abriu o Mar Vermelho? Qual a dificuldade em fazer o povo passar o Jordão? Nenhuma, pois o nosso Deus é Deus do impossível! O que ele quer de nós é a fé e em Josué não faltava, pois o mesmo Deus que estava com Moisés no Mar Vermelho, estava com ele no rio Jordão.

Então veio a orientação de Deus para passar o Jordão: Colocar os Sacerdotes levitas com a Arca da Aliança na frente (simbolizava a presença de Deus), pois assim que a planta dos seus pés repousasse sobre as águas do rio Jordão, elas seriam separadas e o povo passou a pés enxutos.



Josué 3; 1-17: Levantou-se, pois, Josué de madrugada, e partiram de Sitim, ele e todos os filhos de Israel; e vieram até ao Jordão, e pousaram ali, antes que passassem. E sucedeu, ao fim de três dias, que os oficiais passaram pelo meio do arraial; E ordenaram ao povo, dizendo: Quando virdes a arca da aliança do SENHOR vosso Deus, e que os sacerdotes levitas a levam, partireis vós também do vosso lugar, e seguireis. Haja contudo, entre vós e ela, uma distância de dois mil côvados; e não vos chegueis a ela, para que saibais o caminho pelo qual haveis de ir; porquanto por este caminho nunca passastes antes. Disse Josué também ao povo: Santificai-vos, porque amanhã fará o SENHOR maravilhas no meio de vós. E falou Josué aos sacerdotes, dizendo: Levantai a arca da aliança, e passai adiante deste povo. Levantaram, pois, a arca da aliança, e foram andando adiante do povo. E o SENHOR disse a Josué: Hoje começarei a engrandecer-te perante os olhos de todo o Israel, para que saibam que, assim como fui com Moisés, assim serei contigo. Tu, pois, ordenarás aos sacerdotes que levam a arca da aliança, dizendo: Quando chegardes à beira das águas do Jordão, parareis aí. Então disse Josué aos filhos de Israel: Chegai-vos para cá, e ouvi as palavras do SENHOR vosso Deus. Disse mais Josué: Nisto conhecereis que o Deus vivo está no meio de vós; e que certamente lançará de diante de vós aos cananeus, e aos heteus, e aos heveus, e aos perizeus, e aos girgaseus, e aos amorreus, e aos jebuseus. Eis que a arca da aliança do Senhor de toda a terra passa o Jordão diante de vós. Tomai, pois, agora doze homens das tribos de Israel, de cada tribo um homem; Porque há de acontecer que, assim que as plantas dos pés dos sacerdotes, que levam a arca do SENHOR, o Senhor de toda a terra, repousem nas águas do Jordão, se separarão as águas do Jordão, e as águas, que vêm de cima, pararão amontoadas. E aconteceu que, partindo o povo das suas tendas, para passar o Jordão, levavam os sacerdotes a arca da aliança adiante do povo. E quando os que levavam a arca, chegaram ao Jordão, e os seus pés se molharam na beira das águas (porque o Jordão transbordava sobre todas as suas ribanceiras, todos os dias da ceifa), Pararam-se as águas, que vinham de cima; levantaram-se num montão, mui longe da cidade de Adão, que está ao lado de Zaretã; e as que desciam ao mar das campinas, que é o Mar Salgado, foram de todo separadas; então passou o povo em frente de Jericó. Porém os sacerdotes, que levavam a arca da aliança do SENHOR, pararam firmes, em seco, no meio do Jordão, e todo o Israel passou a seco, até que todo o povo acabou de passar o Jordão.




3ª estratégia:

Eles rodearam a cidade 1 vez em 6 dias, e no 7º dia eles madrugaram e rodearam 7 vezes e os sacerdotes tocaram as buzinas, e após o som das buzinas todo o povo de Israel gritou bem alto e as muralhas foram ao chão, permitindo que conquistassem a terra prometida. A cidade foi totalmente destruída, e tudo que havia nela foi queimado, todos os habitantes e animais mortos e só se aproveitaram a prata, o ouro e os vasos de metal e de ferro, cujo foram consagrados ao Senhor e agregados ao tesouro da Casa do Senhor.  

Deus deseja ver em nós o desejo em fazer a sua vontade e que façamos da melhor maneira, que nós nos esforcemos para lhe dar o melhor de nós, pois Ele nos deu o seu único filho. O povo cercou Jericó, madrugou no ultimo dia, foram obedientes, persistentes e veementes, não descansaram equanto não concluíssem essa obra.

Josué não esqueceu de Raabe, ela e sua família foram poupadas/salvas, conforme os espias a prometeram.  


Josué 6; 1-27: Ora Jericó estava rigorosamente fechada por causa dos filhos de Israel; ninguém saía nem entrava. Então disse o SENHOR a Josué: Olha, tenho dado na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus homens valorosos. Vós, pois, todos os homens de guerra, rodeareis a cidade, cercando-a uma vez; assim fareis por seis dias. E sete sacerdotes levarão sete buzinas de chifres de carneiros adiante da arca, e no sétimo dia rodeareis a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocarão as buzinas. E será que, tocando-se prolongadamente a buzina de carneiro, ouvindo vós o seu sonido, todo o povo gritará com grande brado; e o muro da cidade cairá abaixo, e o povo subirá por ele, cada um em frente. Então Josué, filho de Num, chamou aos sacerdotes e disse-lhes: Levai a arca da aliança; e sete sacerdotes levem sete buzinas de chifres de carneiros, adiante da arca do SENHOR. E disse ao povo: Passai e rodeai a cidade; e quem estiver armado, passe adiante da arca do SENHOR. E assim foi que, como Josué dissera ao povo, os sete sacerdotes, levando as sete buzinas de carneiros diante do SENHOR, passaram e tocaram as buzinas; e a arca da aliança do SENHOR os seguia. E os homens armados iam adiante dos sacerdotes, que tocavam as buzinas; e a retaguarda seguia após a arca; andando e tocando as buzinas iam os sacerdotes. Porém ao povo Josué tinha dado ordem, dizendo: Não gritareis, nem fareis ouvir a vossa voz, nem sairá palavra alguma da vossa boca até ao dia que eu vos diga: Gritai. Então gritareis. E fez a arca do SENHOR rodear a cidade, contornando-a uma vez; e entraram no arraial, e ali passaram a noite. Depois Josué se levantou de madrugada, e os sacerdotes levaram a arca do SENHOR. E os sete sacerdotes, que levavam as sete buzinas de chifres de carneiros, adiante da arca do SENHOR, iam andando, e tocavam as buzinas, e os homens armados iam adiante deles e a retaguarda seguia atrás da arca do SENHOR; os sacerdotes iam andando e tocando as buzinas. Assim rodearam outra vez a cidade no segundo dia e voltaram para o arraial; e assim fizeram seis dias. E sucedeu que, ao sétimo dia, madrugaram ao subir da alva, e da mesma maneira rodearam a cidade sete vezes; naquele dia somente rodearam a cidade sete vezes. E sucedeu que, tocando os sacerdotes pela sétima vez as buzinas, disse Josué ao povo: Gritai, porque o SENHOR vos tem dado a cidade. Porém a cidade será *anátema ao SENHOR, ela e tudo quanto houver nela; somente a prostituta Raabe viverá; ela e todos os que com ela estiverem em casa; porquanto escondeu os mensageiros que enviamos. Tão somente guardai-vos do anátema, para que não toqueis nem tomeis alguma coisa dele, e assim façais maldito o arraial de Israel, e o perturbeis. Porém toda a prata, e o ouro, e os vasos de metal, e de ferro são consagrados ao SENHOR; irão ao tesouro do SENHOR. Gritou, pois, o povo, tocando os sacerdotes as buzinas; e sucedeu que, ouvindo o povo o sonido da buzina, gritou o povo com grande brado; e o muro caiu abaixo, e o povo subiu à cidade, cada um em frente de si, e tomaram a cidade. E tudo quanto havia na cidade destruíram totalmente ao fio da espada, desde o homem até à mulher, desde o menino até ao velho, e até ao boi e gado miúdo, e ao jumento. Josué, porém, disse aos dois homens que tinham espiado a terra: Entrai na casa da mulher prostituta, e tirai-a de lá com tudo quanto tiver, como lhe tendes jurado. Então entraram os jovens espias, e tiraram a Raabe e a seu pai, e a sua mãe, e a seus irmãos, e a tudo quanto tinha; tiraram também a toda a sua parentela, e os puseram fora do arraial de Israel. Porém a cidade e tudo quanto havia nela queimaram a fogo; tão somente a prata, e o ouro, e os vasos de metal e de ferro, deram para o tesouro da casa do SENHOR. Assim deu Josué vida à prostituta Raabe e à família de seu pai, e a tudo quanto tinha; e habitou no meio de Israel até ao dia de hoje; porquanto escondera os mensageiros que Josué tinha enviado a espiar a Jericó. E naquele tempo Josué os esconjurou, dizendo: Maldito diante do SENHOR seja o homem que se levantar e reedificar esta cidade de Jericó; sobre seu primogênito a fundará, e sobre o seu filho mais novo lhe porá as portas. Assim era o SENHOR com Josué; e corria a sua fama por toda a terra.

*anátema: Sentença de Maldição Divina, reprovação, condenado à destruição.



Deus abençoou a liderança de Josué e o fez conquistar a terra prometida.

Hebreus 11; 30 e 31: Pela fé caíram os muros de Jericó, sendo rodeados durante sete dias. Pela fé Raabe, a meretriz, não pereceu com os incrédulos, acolhendo em paz os espias.



Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

domingo, 17 de noviembre de 2013

Quando não souber o caminho, Conte com Ele!

Salmos 37; 5: Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nEle, e o mais Ele fará.



Nem sempre temos instrumentos para nos orientarem e nos indicarem a direção certa como faz uma bússola, um radar, um GPS. Nem sempre podemos contar com a ajuda de um mapa. Às vezes fazemos coisas que aprendemos quando criança ou, quando jovens, no serviço militar, como nos orientar em situações embaraçosas. Exemplo: quando nos perdemos, podemos olhar a posição das estrelas, do sol, de onde vem e para onde vão os ventos.

Um dia Jesus estava conversando com os apóstolos, um pouco antes da sua morte, e dentre outras coisas Jesus disse que iria para o Pai e que iria também preparar lugar para os seus. E uma vez estando prontos os lugares, Ele iria retornar para eles e levá-los para a casa do Pai, onde havia muitas moradas:

João 14; 1-4: Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.

Foi então que Tomé perguntou: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? (João 14; 5)

Através dos séculos esta pergunta perdura: Como podemos saber o caminho? Não queremos errar. Temos um plano de voo, temos uma rota. Qualquer desvio pode ser fatal. Qual é o caminho para a paz, para a felicidade, para o amor, para Deus, para o céu? Seria um conjunto de dogmas, de doutrinas, a prática de alguns rituais, a religiosidade, alguma seita, algumas regras ou princípios éticos ou filosóficos?

Ainda hoje, milhões estão tateando, procurando encontrar o caminho. O caminho não é uma religião, uma igreja, um líder carismático e envolvente, nada disto é o caminho. Quem é então o caminho? Jesus responde:

João 14; 6: Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

Precisamos tomar cuidado quando nos dizem: todos os caminhos são bons. Veja o que nos ensina as Escrituras Sagradas:

Provérbios 16; 25: Há um caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte.


Na leitura da Bíblia e na orientação do Espírito Santo, é possível encontrar o caminho certo:

Salmos 119; 105: Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.

Gálatas 5; 18: Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.

Os caminhos de Deus são perfeitos.

Provérbios 3; 17: Os seus caminhos são caminhos de delícias, e todas as suas veredas de paz.

Conte com Ele para conhecer e andar no caminho certo.

Pare para meditar no que estudamos hoje:

Isaías 35; 8-9: E ali haverá uma estrada, um caminho, que se chamará o caminho santo; o imundo não passará por ele, mas será para aqueles; os caminhantes, até mesmo os loucos, não errarão. Ali não haverá leão, nem animal feroz subirá a ele, nem se achará nele; porém só os remidos andarão por ele.


Oremos:

Grande Deus,
Quero trilhar teu caminho que é o de santidade!
Abre os meus olhos para que eu perceba qual é o teu direcionamento em meio às pressões e problemas comuns do meu dia a dia.
Adoro a ti, ó Pai, Filho e Espírito Santo.
Em nome de Jesus. Amém!


Pastor Messias Anacleto Rosa


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

domingo, 10 de noviembre de 2013

Saul, rei escolhido pelo povo e não por Deus!



O povo Israelita pede um rei e Deus permite (vontade permissiva e não Soberana).

1 Samuel 8; 1-9, 18-22: E sucedeu que, tendo Samuel envelhecido, constituiu a seus filhos por juízes sobre Israel. E o nome do seu filho primogênito era Joel, e o nome do seu segundo, Abia; e foram juízes em Berseba. Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele, antes se inclinaram à avareza, e aceitaram suborno, e perverteram o direito. Então todos os anciãos de Israel se congregaram, e vieram a Samuel, a Ramá, E disseram-lhe: Eis que já estás velho, e teus filhos não andam pelos teus caminhos; constitui-nos, pois, agora um rei sobre nós, para que ele nos julgue, como o têm todas as nações. Porém esta palavra pareceu mal aos olhos de Samuel, quando disseram: Dá-nos um rei, para que nos julgue. E Samuel orou ao SENHOR. E disse o SENHOR a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não te têm rejeitado a ti, antes a mim me têm rejeitado, para eu não reinar sobre eles. Conforme a todas as obras que fizeram desde o dia em que os tirei do Egito até ao dia de hoje, a mim me deixaram, e a outros deuses serviram, assim também fazem a ti. Agora, pois, ouve à sua voz, porém protesta-lhes solenemente, e declara-lhes qual será o costume do rei que houver de reinar sobre eles. Então naquele dia clamareis por causa do vosso rei, que vós houverdes escolhido; mas o SENHOR não vos ouvirá naquele dia. Porém o povo não quis ouvir a voz de Samuel; e disseram: Não, mas haverá sobre nós um rei. E nós também seremos como todas as outras nações; e o nosso rei nos julgará, e sairá adiante de nós, e fará as nossas guerras. Ouvindo, pois, Samuel todas as palavras do povo, as repetiu aos ouvidos do SENHOR. Então o SENHOR disse a Samuel: Dá ouvidos à sua voz, e constitui-lhes rei. Então Samuel disse aos homens de Israel: Volte cada um à sua cidade.

O povo queria tanto um rei, pois queriam ser iguais aos outros povos, mais esqueceram-se que o povo de Deus não é e nem pode ser igual aos demais.

Por causa da inconstância/desvio dos filhos de Samuel, o povo se achou no direito de querer um rei, e foi aí que eles se atrapalharam, pois agindo assim estavam rejeitando a Deus, e isso acarretou vários erros para o povo de Israel.


1 Samuel 10; 17-27: Convocou, pois, Samuel o povo ao SENHOR, em Mizpá. E disse aos filhos de Israel: Assim disse o SENHOR Deus de Israel: Eu fiz subir a Israel do Egito, e livrei-vos da mão dos egípcios e da mão de todos os reinos que vos oprimiam. Mas vós tendes rejeitado hoje a vosso Deus, que vos livrou de todos os vossos males e trabalhos, e lhe tendes falado: Põe um rei sobre nós. Agora, pois, ponde-vos perante o SENHOR, pelas vossas tribos e segundo os vossos milhares. Tendo, pois, Samuel feito chegar todas as tribos, tomou-se a tribo de Benjamim. E, fazendo chegar a tribo de Benjamim pelas suas famílias, tomou-se a família de Matri; e dela se tomou Saul, filho de Quis; e o buscaram, porém não se achou. Então tornaram a perguntar ao SENHOR se aquele homem ainda viria ali. E disse o SENHOR: Eis que se escondeu entre a bagagem. E correram, e o tomaram dali, e pôs-se no meio do povo; e era mais alto do que todo o povo desde o ombro para cima. Então disse Samuel a todo o povo: Vedes já a quem o SENHOR escolheu? Pois em todo o povo não há nenhum semelhante a ele. Então jubilou todo o povo, e disse: Viva o rei! E declarou Samuel ao povo o direito do reino, e escreveu-o num livro, e pô-lo perante o SENHOR; então despediu Samuel a todo o povo, cada um para sua casa. E foi também Saul à sua casa, em Gibeá; e foram com ele do exército aqueles cujos corações Deus tocara. Mas os filhos de Belial disseram: É este o que nos há de livrar? E o desprezaram, e não lhe trouxeram presentes; porém ele se fez como surdo.


Saul já começa o reinado com uma sucessão de equívocos, pois desobedece às ordens de Deus, quando não esperou por Samuel para oferecer holocausto; e quando Deus disse através de Samuel que Saul deveria guerrear e destruir os Amalequitas e ele não matou o rei dos Amalequitas e ainda levou para o arraial/território do povo Israelita os animais (ovelhas, vacas, cordeiros) com a desculpa de ofertar ao Senhor, como se pudessem comprar a aprovação de Deus com o pecado, e o pior, coloca a culpa no povo, ato de covardia e falta de temor, pois em vez de reconhecer que errou, teimou com Samuel dizendo que fez tudo que o Senhor mandou, onde a atitude correta que ele deveria ter tomado era assumir o erro e pedir perdão ao Senhor pela fraqueza e não pensar que oferecendo em holocausto os animais dos amalequitas o Senhor receberia de bom grado, muito pelo contrário, pra Deus não tem valor algum, pois não foi com obediência que o fizeram, e muito menos com arrependimento.    

É através do arrependimento que alcançamos misericórdia, perdão e Salvação.

2 Coríntios 7; 10: Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte.

Provérbios 28; 13: O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.


1 Samuel 13; 8-14: E esperou Saul sete dias, até ao tempo que Samuel determinara; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo se dispersava dele. Então disse Saul: Trazei-me aqui um holocausto, e ofertas pacíficas. E ofereceu o holocausto. E sucedeu que, acabando ele de oferecer o holocausto, eis que Samuel chegou; e Saul lhe saiu ao encontro, para o saudar. Então disse Samuel: Que fizeste? Disse Saul: Porquanto via que o povo se espalhava de mim, e tu não vinhas nos dias aprazados, e os filisteus já se tinham ajuntado em Micmás, Eu disse: Agora descerão os filisteus sobre mim a Gilgal, e ainda à face do SENHOR não orei; e constrangi-me, e ofereci holocausto. Então disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente, e não guardaste o mandamento que o SENHOR teu Deus te ordenou; porque agora o SENHOR teria confirmado o teu reino sobre Israel para sempre; Porém agora não subsistirá o teu reino; já tem buscado o SENHOR para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado o SENHOR, que seja capitão sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o SENHOR te ordenou.

1 Samuel 15; 1-35: Então disse Samuel a Saul: Enviou-me o SENHOR a ungir-te rei sobre o seu povo, sobre Israel; ouve, pois, agora a voz das palavras do SENHOR. Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Eu me recordei do que fez Amaleque a Israel; como se lhe opôs no caminho, quando subia do Egito. Vai, pois, agora e fere a Amaleque; e destrói totalmente a tudo o que tiver, e não lhe perdoes; porém matarás desde o homem até à mulher, desde os meninos até aos de peito, desde os bois até às ovelhas, e desde os camelos até aos jumentos. O que Saul convocou ao povo, e os contou em Telaim, duzentos mil homens de pé, e dez mil homens de Judá. Chegando, pois, Saul à cidade de Amaleque, pós emboscada no vale. E disse Saul aos queneus: Ide-vos, retirai-vos e saí do meio dos amalequitas, para que não vos destrua juntamente com eles, porque vós usastes de misericórdia com todos os filhos de Israel, quando subiram do Egito. Assim os queneus se retiraram do meio dos amalequitas. Então feriu Saul aos amalequitas desde Havilá até chegar a Sur, que está defronte do Egito. E tomou vivo a Agague, rei dos amalequitas; porém a todo o povo destruiu ao fio da espada. E Saul e o povo pouparam a Agague, e ao melhor das ovelhas e das vacas, e as da segunda ordem, e aos cordeiros e ao melhor que havia, e não os quiseram destruir totalmente; porém a toda a coisa vil e desprezível destruíram totalmente. Então veio a palavra do SENHOR a Samuel, dizendo: Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e toda a noite clamou ao SENHOR. E madrugou Samuel para encontrar a Saul pela manhã: e anunciou-se a Samuel, dizendo: Já chegou Saul ao Carmelo, e eis que levantou para si uma coluna. Então voltando, passou e desceu a Gilgal. Veio, pois, Samuel a Saul; e Saul lhe disse: Bendito sejas tu do SENHOR; cumpri a palavra do SENHOR. Então disse Samuel: Que balido, pois, de ovelhas é este aos meus ouvidos, e o mugido de vacas que ouço? E disse Saul: De Amaleque as trouxeram; porque o povo poupou ao melhor das ovelhas, e das vacas, para as oferecer ao SENHOR teu Deus; o resto, porém, temos destruído totalmente. Então disse Samuel a Saul: Espera, e te declararei o que o SENHOR me disse esta noite. E ele disse-lhe: Fala. E disse Samuel: Porventura, sendo tu pequeno aos teus olhos, não foste por cabeça das tribos de Israel? E o SENHOR te ungiu rei sobre Israel. E enviou-te o SENHOR a este caminho, e disse: Vai, e destrói totalmente a estes pecadores, os amalequitas, e peleja contra eles, até que os aniquiles. Por que, pois, não deste ouvidos à voz do SENHOR, antes te lançaste ao despojo, e fizeste o que parecia mau aos olhos do SENHOR? Então disse Saul a Samuel: Antes dei ouvidos à voz do SENHOR, e caminhei no caminho pelo qual o SENHOR me enviou; e trouxe a Agague, rei de Amaleque, e os amalequitas destruí totalmente; Mas o povo tomou do despojo ovelhas e vacas, o melhor do interdito, para oferecer ao SENHOR teu Deus em Gilgal. Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniquidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei. Então disse Saul a Samuel: Pequei, porquanto tenho transgredido a ordem do SENHOR e as tuas palavras; porque temi ao povo, e dei ouvidos à sua voz. Agora, pois, rogo-te perdoa o meu pecado; e volta comigo, para que adore ao SENHOR. Porém Samuel disse a Saul: Não voltarei contigo; porquanto rejeitaste a palavra do SENHOR, já te rejeitou o SENHOR, para que não sejas rei sobre Israel. E virando-se Samuel para se ir, ele lhe pegou pela orla da capa, e a rasgou. Então Samuel lhe disse: O SENHOR tem rasgado de ti hoje o reino de Israel, e o tem dado ao teu próximo, melhor do que tu. E também aquele que é a Força de Israel não mente nem se arrepende; porquanto não é um homem para que se arrependa. Disse ele então: Pequei; honra-me, porém, agora diante dos anciãos do meu povo, e diante de Israel; e volta comigo, para que adore ao SENHOR teu Deus. Então, voltando Samuel, seguiu a Saul; e Saul adorou ao SENHOR. Então disse Samuel: Trazei-me aqui a Agague, rei dos amalequitas. E Agague veio a ele animosamente; e disse Agague: Na verdade já passou a amargura da morte. Disse, porém, Samuel: Assim como a tua espada desfilhou as mulheres, assim ficará desfilhada a tua mãe entre as mulheres. Então Samuel despedaçou a Agague perante o SENHOR em Gilgal. Então Samuel se foi a Ramá; e Saul subiu à sua casa, a Gibeá de Saul. E nunca mais viu Samuel a Saul até ao dia da sua morte; porque Samuel teve dó de Saul. E o SENHOR se arrependeu de haver posto a Saul rei sobre Israel.


Quando desobedecemos a Deus, estamos rejeitando-o e Ele também nos rejeita, nos desaprova para sua obra, pois não o obedecemos/honramos e o afastamos de nossas vidas, pois somos nós que nos aproximamos ou afastamos dEle, Ele fica no mesmo lugar esperando a nossa atitude, Ele nos dá espaço, liberdade de ir e vir (livre arbítrio), pois Ele nos liberta e nos torna livres do pecado, preste bem atenção, do pecado e não para pecar.

Lembremo-nos: Somos nós que precisamos dEle, do seu amor, misericórdia, cuidado, ...




1 Samuel 16; 7: Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração.

“Já que Saul provou ao povo que não estava apto para ser rei, Deus mostrou ao povo como se escolhe um rei, um homem segundo o Seu coração, pois Ele olha para o que há no coração e não para o que parece ser.”


Como vimos acima, o povo errou ao achar que podia escolher um rei para substituir a Deus, ou seja, escolher seu caminho e não precisar prestar contas a Deus, porém, além disso, também ficaram a mercê da própria sorte (toda liberdade excessiva têm seu preço e suas consequências); Portanto concluo afirmando que não devemos achar que não precisamos de Deus em nossas vidas e que podemos determinar o caminho que devemos andar, pois este caminho nos leva cada vez mais pra longe do Senhor. O melhor é entregar a nossa vida nas mãos de Deus e confiar nEle e as demais coisas Ele fará, pois Ele só faz o melhor pelo seu povo, Ele nos concede muito mais do que pedimos ou pensamos, os seus caminhos são melhores, são de vida e paz.

Provérbios 16; 9: O coração do homem planeja o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos.

1 Coríntios 2; 9: Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.

Salmos 37; 5: Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.

Efésios 3; 20: Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.

Isaías 55; 9: Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.

Romanos 8; 6: Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.

Provérbios 3; 17: Os seus caminhos são caminhos de delícias, e todas as suas veredas de paz.



Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

domingo, 3 de noviembre de 2013

Poema- Minhas Mãos



Eu tinha minhas mãos cheinhas de tesouros
a mim tão preciosos:
trabalhos de ouro e prata e pedras de valor.
Era o que eu possuía e eu lhe votava amor.
O Mestre veio a mim e pôs nas minhas mãos
as Suas mãos varadas
e o meu precioso haver das minhas mãos caiu:
joias despedaçadas
rolaram pelo chão e meiga voz se ouviu:
“Espalma as tuas mãos; sou Eu quem deve enchê-las.
Vazias quero-as te, para servir-me delas!”

Eu tinha em minhas mãos as marcas do trabalho
e as manchas do pecado.
Por isso o meu trabalho alvura não mostrava
e, porque era manchado, o seu valor baixava.
O Mestre veio a mim e pôs nas minhas mãos
as Suas mãos sangrentas
e o sangue das Suas mãos as minhas mãos lavou.
E, puras, alvacentas,
eu, com prazer, as vi; e o Mestre me falou:
“Limpa as tuas mãos manchadas do pecado
e vem depois: serás no meu serviço usado!”

Eu tinha minhas mãos trementes e cansadas,
jamais em prece unidas,
mas ocupadas sempre em mil trabalhos vis...
Numa pressão constante, exaustas e febris!...
O Mestre veio a mim e pôs nas minhas mãos
as Suas mãos serenas
e logo em prece ardente as minhas mãos uni.
Ocupações terrenas
perderam a atração e mansa voz ouvi:
“Conserva as tuas mãos serenamente em prece,
até que a agitação da tua vida cesse!”

Eu cria em minhas mãos haver força e firmeza
sem o poder divino:
entregue ao meu trabalho, ardente e ideal,
eu não obedecia à voz celestial.
O Mestre veio a mim e pôs em minhas mãos
as Suas mãos pesadas
e desde aquele instante a força me fugiu,
a menos que ligadas
tenhamos nossas mãos. E o Mestre concluiu:
“Só na fraqueza humana opera o meu poder:
se queres vê-lo em ti, resolve obedecer!...

Fanny Crosby


João 20; 27-29: Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente. E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.

2 Coríntios 12; 9 e 10: E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla