Motivos para ter criado o Blog:

Mi foto
Eu criei este Blog pra levar a Palavra de Deus a toda criatura. (Marcos 16; 15) Obs.: É por meio deste Blog que eu estou publicando os Estudos que já havia enviado aos meus amigos por e-mail, e aos que não viram todos, aqui terão acesso a eles; pois também foi pelo aumento na demanda de pessoas nos grupos de e-mail que criei o blog. Eu já publiquei os novos, após publicar os anteriores." A Palavra de Deus se renova a cada manhã!", "O céu e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar. - Mateus 24; 35" Um outro motivo pra o blog existir foi por causa de alguns amigos que me incentivaram/estimularam e ajudaram pra que essa idéia se concretizasse e por meio dela, muitas almas sejam alcançadas. Aproveitem este espaço pra conhecer um pouco mais da Palavra de Deus e me ensinar também! Obs.: “Muitas das mensagens que postei fui eu quem “escreveu”, utilizando a Palavra de Deus; e as que não fui eu que “escrevi” completamente ou complementei, procurei citar o nome do autor, e alguns que não coloquei foi por não saber quem é!” Este Blog só existe pra levar a Mensagem do Sofrimento de Jesus na Cruz, que foi por Amor a mim e a você! E não para qualquer outro propósito!

"Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações."

Marcos 13;10


domingo, 25 de agosto de 2013

Nada é absoluto, apenas a Bíblia!


Mateus 24; 35: O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

Queridos, vocês já pararam para pensar que algo que é hoje, não será mais amanhã? Ou não terá a mesma importância?

Observemos:

1.     A tecnologia, os eletrônicos e a telecomunicação: assim que um produto está em evidencia como o mais atual e com a tecnologia mais avançada, poucos meses depois esse mesmo produto já se tornou obsoleto. Imagine se compararmos com os de 10 anos atrás? Aqueles então, são chamados de pré-históricos.


2.     As doenças incuráveis ou sem diagnostico: algumas doenças que eram incuráveis ou irremediáveis (paliativas), já podem ser tratadas e/ou curadas pelos medicamentos e intervenções médicas (óbvio que a capacidade e permissão para tal vêm de Deus); por exemplo: a lepra que vemos ser muito citada nas Sagradas Escrituras, foi renomeada como mal de Hansen ou Hanseníase e pode ser tratada e curada, caso o paciente siga o tratamento corretamente até o fim.


3.     As leis dos homens: a medida que os anos passam e os tempos mudam, a sociedade “criativamente” inventa novas formas de delito e de burlar a lei, as leis dos homens precisam de atualizar e ou adaptar as novas infrações. Ex.: os crimes virtuais.


4.     O pecado: como assim, não importa mais? Calma, claro que importa; esse é o ultimo tópico, cujo unirá informações contidas acima para que se entenda o contexto. Vejamos, o pecado é pecado desde o princípio, porém como disse no item 3, a humanidade é muito criativa, só que na maioria das vezes usa essa criatividade para o mal, para desagradar e afrontar as Leis de Deus e dos homens; portanto sempre procuram formas diferentes para pecar e ainda pensam que não estão pecando, a confusão em suas mentes é tão grande que não sabem mais discernir o que é certo do que é errado. Um exemplo são os pecados e/ou delitos virtuais; tem pessoas que inventam um personagem para viver virtualmente e poderem satisfazer seus desejos mais imorais. Ou seja, já começou a pecar quando inventou mentindo ter outra vida, outro nome, outra “personalidade” (na verdade só aproveitou para dar vazão ao que tem dentro de si, em oculto).  Para esses crimes virtuais a lei precisa sempre se atualizar a medida que vão acontecendo, ainda não estão conseguindo se antecipar para inibir, estão apenas remediando o que já aconteceu. Ex.: Pedófilos aliciando crianças pelos sites de relacionamento; invasão de privacidade pelo IP do computador ou senhas pessoais (e-mail, contas bancárias,...); roubos em contas bancárias pela internet; governo dos EUA invadindo os e-mails e gravações telefônicas dos Brasileiros e de outros países...


Para tudo isso e muito mais, a humanidade não está preparada, as leis dos homens precisam se adaptar; mais as leis de Deus não precisam, pois Deus quando as instituiu já sabia de tudo que iria acontecer, para escrever as suas Palavras, Ele usou de informações contextualizadas para aquela época, mais que se observarmos direitinho, entendemos e visualizamos os dias atuais transcritos na Bíblia. Guardemos em nossos corações da Palavra do Senhor, e assim não erramos por não conhecê-la.

A Bíblia é a Palavra de Deus, Ela é imutável, atemporal e absoluta, nEla encontramos as orientações do Senhor para que vivamos e alcancemos a vida eterna.

João 13; 7: Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.

João 5; 39: Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam.

Salmos 119; 11: Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.

Mateus 22; 29: Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.

1 Tessalonicenses 5; 21: Examinai tudo. Retende o bem.


Amados, tudo é obsoleto, menos a Bíblia. Nada é absoluto, apenas a Bíblia.
Ela permanece intacta até em casos de incêndio, como nos que ocorreram em Santa Catarina e Caruaru – PE:

Bíblia é encontrada intacta em casa completamente destruída por incêndio em SC




Após um incêndio destruir uma residência na cidade de Lebon Régis, em Santa Catarina, na última segunda-feira de julho, os bombeiros ficaram surpresos ao encontrar no local um exemplar da Bíblia Sagrada intacto.
Quando os Bombeiros Voluntários chegaram ao local já não era mais possível salvar o imóvel, devido à destruição causada pelo incêndio. Porém, os bombeiros encontraram a Bíblia e se surpreenderam com o estado do livro, que estava apenas chamuscado.




- Infelizmente a casa já estava totalmente incendiada, apagamos as chamas e fizemos o rescaldo. Em meio às brasas e muito entulho queimado, encontramos uma Bíblia do Novo Testamento que mal teve chamuscadas a capa e as folhas – relatou o bombeiro Flávio Machado, para a Rádio Catarinense.
- A casa foi destruída pelo fogo, mas a Bíblia ficou intacta – completou Machado, surpreso pela cena que presenciou.




Um fato semelhante aconteceu em julho de 2012 na cidade da Caruaru, em Pernambuco, quando casa localizada no bairro de Maurício de Nassau pegou fogo deixando um cômodo completamente destruído. O incêndio destruiu paredes e objetos na casa, porém entre os objetos carbonizados uma Bíblia foi encontrada intacta.
- É a fé, porque a fé remove montanhas. Porque através da fé eu estou aqui, é por isso que eu estou de pé. Eu agradeço a Deus por tudo – afirmou a dona da casa em Caruaru, na época do incidente.
Fonte: Gospel +


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

domingo, 18 de agosto de 2013

Quando quiserem te apedrejar, Conte com Ele!

João 8; 5 e 10: E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?




Não querendo entrar no mérito do caso, pois não tenho esta intenção, apenas estou usando a título de ilustração. Refiro-me a Sakineh Ashtiani. Há algum tempo ela vive um pesadelo, não sabe se será solta e continuará viva ou será condenada e executada. Estou escrevendo isto em fevereiro de 2011.


Jogamos pedras de maneiras variadas: quando oferecemos o nosso desprezo, quando ignoramos, excluímos, discriminamos, damos as costas, humilhamos, exploramos, escravizamos, caluniamos, criticamos, expomos, passamos para trás, traímos, mentimos, quando somos ríspidos e grosseiros no falar, quando não amamos, quando não perdoamos, quando não somos nobres e cristãos.

Terminei nesta semana a leitura de um bom livro: “Personagens ao redor da cruz”, de Tom Houston. Fala do processo, ou como se dava o apedrejamento. A vítima era levada a um lugar alto e lançado de costas. Ao cair, seu corpo já estava quebrado e então acontecia o apedrejamento. A Bíblia fala de pessoas que foram mortas por apedrejamento. Estêvão foi uma delas:

Atos 7; 59: E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito.


A mulher cuja história vem contada em João 8; 1-11 foi apanhada em adultério. Os escribas e fariseus queriam apedrejá-la. O que dizia a lei?

Levítico 20; 10: Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera.


Quantas vezes vivemos situações diferentes: ou querem nos apedrejar ou somos nós que jogamos pedras nas pessoas. Tanto uma como a outra são situações desagradáveis. Deus não nos chamou para julgar as pessoas:

Mateus 7; 1 e 2: Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.

Romanos 14; 10: Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo.


Se, porventura, estamos passando por momentos difíceis, perseguições, incompreensões, fofocas, podemos estar seguros que Deus jamais permitirá que o mal prevaleça sobre seus filhos:

Isaías 54; 17: Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR, e a sua justiça que de mim procede, diz o SENHOR

Jeremias 1; 19: E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para te livrar.


Jesus não aprovou o ato da mulher adúltera, sua prática é condenada pela Bíblia:

Êxodo 20; 14: Não adulterarás.


Tudo o que Jesus fez foi perdoá-la e deu-lhe uma ordem muito clara:

João 8; 11: E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.


Viva uma vida nova, trilhe novos caminhos. Conte com Ele quando quiserem lhe apedrejar.


Pare para meditar no que estudamos hoje:

Salmos 27; 2: Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, se chegaram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram.


Oremos:

Grandioso Deus,
Nas tuas mãos entrego todas as pedras que têm tentado me atingir.
Encho-me de toda pureza de Cristo, regozijando e alegrando em ti, que és fiel, justo, verdadeiro e nunca falhas.
No nome precioso de Jesus. Amém!


Pastor Messias Anacleto Rosa




Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 10 de agosto de 2013

Ao meu PAI,



Pai é alguém que Deus escolheu para cuidar de nós, para nos amar e o amarmos, para ser nosso espelho de caráter e conduta,

É alguém que quando crescemos, refletimos que se pudéssemos escolher, escolheríamos o que recebemos,

Pois quando vemos, somos tão parecidos; que em meio às lutas do cotidiano, há momentos que não nos entendemos; então o que fazemos? Pedimos desculpa.

Se nenhum de nós cede, não será possível desfrutar dos benefícios do perdão.


Os pais (Pai e Mãe) são nossos primeiros e verdadeiros amigos, que estão ao nosso lado em todos os momentos,

Sejam felizes ou tristes, é no ombro deles que choramos e com eles que gargalhamos. São os donos do nosso coração.


Painho, te amo mesmo que não o entenda,
Te amo mesmo que não me entendas;
Te amo mesmo que não mereça,
Te amo mesmo que eu não mereça.

Te amar é entender que és humano e compreender que não és perfeito,

Mais que na busca da perfeição caminhamos juntos, para ver face a face o PAI Celestial, nosso Salvador;

Pois foi por isso e para isso que orei por tanto tempo,

Para que hoje possamos dizer: Eu e minha casa servimos ao Senhor!

Se por mérito fosse, ninguém conseguiria a Salvação obter e perfeito em Cristo ser.


Colossenses 1; 28: A quem anunciamos, admoestando a todo o homem, e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Jesus Cristo;

Efésios 4; 13: Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,

Josué 24; 15 b: ...Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.

Efésios 2; 8: Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.


Ao homem de cabelo prateado (grisalho), cujo reflete experiência,
Receba o meu muito obrigado, por me trazer a existência!

Ao meu Querido e Amado PAI, Parabéns por existir e ser o meu Painho!
Que sejas Feliz não apenas no seu dia, como em todos os dias da sua vida.
Peço a Deus que te dê muitos anos de vida e alegrias no seu coraçãozinho!

  
A todos que neste domingo não terão o pai presente, Deus é o PAI dos órfãos e tem cuidado de ti.

Salmos 68; 5: Pai de órfãos e juiz de viúvas é Deus, no seu lugar santo.


Não se esqueçam dos sogros, eles são seu 2° pai!
Meu Pai é órfão de pai há muitos anos, e meu avó materno sempre o trata como filho e genro amado, ele é o 2° pai do meu PAI. Quando se casa com alguém, se casa com sua família também; ou seja, a família não perde uma filha, ganha um filho e vice-versa.


A Todos os Pais, Avôs e Sogros, Feliz Dia dos Pais!


Painho (Jesiel) e Vovô (Luiz), Amo Vocês!
FELIZ Dia dos PAIS!


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,                  
Erica Carla

domingo, 4 de agosto de 2013

Poema- A Dádiva de Maggie



Numa certa manhã festiva e ensolarada
De um cálido domingo, a alma angustiada
De um piedoso pastor se erguia aos céus, em prece
- prece cheia de fé — pedindo a Deus que desse
A cada coração gelado de seu povo
Uma melhor vontade - um sentimento novo -
Que o levasse a sentir pelas almas perdidas
Esse amor que convence e que transforma vidas,
Para testemunhar, pelas obras da fé,
Que Deus é o mesmo Deus de Abraão, de Jacó e José,
E é sempre o mesmo Pai, de braços sempre abertos,
Para acolher, perdoando, os corações despertos
Do letargo do mal, do horror da treva imensa,
Para a luta da vida e a sagração da crença.
E naquele momento em que esboçava, ansioso,
Para pregar na igreja, um sermão poderoso,
Sentia, no entanto, um medo sem motivo
De que ninguém lhe ouvisse o apelo decisivo
Para dar com amor, à sagrada missão,
Mais do que uma oferta — o próprio coração.

Muito perto dali, a Missão das Montanhas
Combatia o pecado e outras causas estranhas
Que faziam do mal daquela pobre gente
A própria encarnação da miséria inclemente.
E naquela manhã seria levantada
A oferta especial para a causa sagrada.

Havia em sua igreja um número elevado
De abastados casais. Nunca, porém, o estado
De penúria do povo havia-lhes movido
As entranhas do amor, por vê-lo convertido;
Nunca se lhes abriu em mínima piedade
A alma crente, ao notar tanta infelicidade...
Mas, naquela manhã — quem sabe? - iria achar
Deus, nos seus corações, em primeiro lugar?!

Quando o pastor subiu ao púlpito da igreja,
Todos se ergueram e ele orou confiante: Ó, seja,
Nosso Senhor e Pai, feita a Tua vontade
Na alma de quem Te adora em espírito e verdade!
Ensina-nos a amar! Ajuda-nos a crer
Que mais grato, Senhor, é dar que receber!

Sentaram-se, depois. E o piedoso pastor
Começou a pregar, cheio de fé e ardor:
- Lembrai-vos, meus irmãos, dos que vivem sem Cristo,
Dos que morrem sem fé!... Ah! Não vos comove isto?

Mas, enquanto o seu verbo em mensagem fulgia,
Toda a congregação continuava fria...
- Tão fria! - indiferente às desgraças alheias,
Pois, tendo posições e tendo as bolsas cheias
Eram pobres demais em fé e caridade...

Mesmo assim, apelou para a comunidade:
- Iremos levantar agora a nossa oferta!
Que tenha cada qual a sua mão aberta
Para dar ao Senhor e à causa da Missão
Mais do que seu dinheiro, o próprio coração.
A bandeja passava entre as filas de bancos;
Do filho ao pai, do moço ao de cabelos brancos,
Nenhum se decidia a dar o que podia.
E o servo do Senhor no púlpito sentia
O amargor da derrota e a angústia do fracasso...

Foi justamente aí que Deus ergueu seu braço
Para mostrar, num gesto heroico de criança,
A glorificação do amor e da esperança.

No fundo do salão, achava-se sozinha
A pequenina Maggie, a meiga aleijadinha,
Que, apesar de tão pobre e inválida, sabia,
Como ninguém ali, infundir simpatia,
Que era como o frescor de um bálsamo bendito
Nas mágoas e na dor de um coração aflito.

Quando o diácono, tendo a bandeja vazia,
Dela se aproximava, uma prece ela erguia
Como um grito de apelo à bondade divina:
- Tu conheces, Senhor, a minha pobre sina;
Quisera te servir como missionária,
No entanto, nada sei e vivo solitária.
Tu sabes como é grande esta minha pobreza,
Mas conheces também minha grata firmeza
Em dar-te a minha oferta! Eu que não tenho nada,
A não ser minha vida, a ti só consagrada,
E esta simples muleta!...
                                             Ah! Sim, esta muleta! ...
Lembro-me agora bem! Foi ali, na saleta,
Que uma boa senhora, um dia, ma ofertou,
Dizendo-me que foi a melhor que encontrou
Nas lojas da cidade. E eu quero ta ofertar!...
Mas sem ela, Senhor,como é que eu vou andar?
É com ela que eu vou ao parque ver as flores
E os pássaros ouvir cantar-te os seus louvores!
É com ela que eu venho aqui para adorar-te
E vou pregar teu nome ao pobre, em toda parte!

Eu não tenho ninguém por mim; dessa maneira
Ela é o meu apoio e a minha companheira...
Ajuda-me, Senhor! Se assim queres que o faça,
Aqui tens minha oferta! E dá-me a tua graça!

E calma, e decidida, e alegre, deposita
Sua única riqueza - a muleta bonita -
No disco de metal da clássica bandeja.

Um sussurro de espanto ouviu-se em toda a igreja...

O diácono, surpreso e comovido, indaga:
- Que é isso, menina?
                                       - É a minha humilde paga
Por tudo o que Jesus por mim soube fazer!
Nada, nada além disso, eu posso oferecer
À causa das Missões! Aceite-a, por favor!
Deus há de me amparar com a mão do seu amor! 

O diácono, chorando, atravessou o templo,
Levando na bandeja o mais sublime exemplo
De completa renúncia e de abnegação:
- A dádiva de Maggie, o próprio coração
De quem, amando mais a Deus que a própria vida,
Cristalizava a fé na oferta desprendida ‑
Pô-la em cima da mesa e, sem poder falar,
Deixou que o seu apelo alçasse em seu olhar.
E o pastor, tendo a voz embargada de pranto,
Dirigiu-se aos fiéis:
                                    - Maggie deu tudo! E quanto
Ireis dar, meus irmãos, à causa das Missões?
Isso não vos constrange os pétreos corações?
Ela o pôde fazer porque antes soube amar.
Porque deu ao Senhor o primeiro lugar!
Irmãos, não vos comove este quadro sublime?
Reter esta muleta é cometer um crime!
Que fareis, então, a fim de resgatá-la?

Notou-se um burburinho estranho em toda a sala;
E a resposta à questão não se fez esperar:
Cada qual levantou-se e foi depositar
Ao lado da muleta a oferta generosa.
E, um instante depois, qual grande e linda rosa,
O monte singular das notas coloridas
Parecia dizer às almas convertidas:
- Agora, sim, podeis louvores entoar,
Pois colocastes a Deus em primeiro lugar!

Alegre e comovido, o piedoso pastor
Do púlpito desceu e foi, cheio de amor,
Levar à aleijadinha a muleta bonita,
Dizendo-lhe:
                         — Aqui tens a dádiva bendita
Que tua alma de santa ao Senhor consagrou,
E fez voltar a Deus a gente que pecou.
Teu gesto de piedade e de abnegação
Teve mais esplendor que a luz do meu sermão!
Foi o apelo melhor que esta Igreja atendeu,
E, pela generosa oferta que ela deu,
Resgatou-a também! Oh, aceita-a de novo!
É a justa gratidão da alma do nosso povo!

                               * * *

E desde aquele dia a Missão das Montanhas
Achou numa muleta o apoio singular
Que fez mover do povo incrédulo as entranhas
Pra dar a Deus, na vida, o primeiro lugar!


Mário Barreto França


A atitude da Maggie foi semelhante a da viúva pobre; elas entregaram tudo que tinham e com certeza lhes faria falta, mais não pensaram duas vezes, de coração o fizeram e Deus contempla e recompensa o coração de quem se doa pela sua obra:

Lucas 21; 1-4: E, olhando ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro; E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas; E disse: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva; Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha.

Provérbios 15; 3: Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla