Motivos para ter criado o Blog:

Mi foto
Eu criei este Blog pra levar a Palavra de Deus a toda criatura. (Marcos 16; 15) Obs.: É por meio deste Blog que eu estou publicando os Estudos que já havia enviado aos meus amigos por e-mail, e aos que não viram todos, aqui terão acesso a eles; pois também foi pelo aumento na demanda de pessoas nos grupos de e-mail que criei o blog. Eu já publiquei os novos, após publicar os anteriores." A Palavra de Deus se renova a cada manhã!", "O céu e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar. - Mateus 24; 35" Um outro motivo pra o blog existir foi por causa de alguns amigos que me incentivaram/estimularam e ajudaram pra que essa idéia se concretizasse e por meio dela, muitas almas sejam alcançadas. Aproveitem este espaço pra conhecer um pouco mais da Palavra de Deus e me ensinar também! Obs.: “Muitas das mensagens que postei fui eu quem “escreveu”, utilizando a Palavra de Deus; e as que não fui eu que “escrevi” completamente ou complementei, procurei citar o nome do autor, e alguns que não coloquei foi por não saber quem é!” Este Blog só existe pra levar a Mensagem do Sofrimento de Jesus na Cruz, que foi por Amor a mim e a você! E não para qualquer outro propósito!

"Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações."

Marcos 13;10


sábado, 25 de junio de 2011

A verdade Bíblica sobre as festas juninas:


As festas juninas estão por toda a parte nas cidades, e nesses tempos contemporâneos se estendem até mesmo pelo mês de julho. Mas por que os evangélicos não participam dessa festa? De onde vem essa tradição que ganhou força no Brasil?


Essa festa popular foi trazida para o Brasil pelos portugueses e espanhóis, celebrando a colheita e a devoção aos santos do mês, com destaque para o dia 24, nascimento de São José. A comemoração da safra acontecia com cantos, danças, fogos e comidas, integrando a religiosidade e a festividade, a devoção e a distração.

Hoje, os festejos juninos acontecem durante todo o mês de junho, em todo o país, com forró, arraiais, fogueiras, fogos, quadrilhas e comidas típicas. Na região Nordeste do Brasil essa festa é muito mais arraigada.

Os "santos" comemorados durante o mês de junho, e considerados o ciclo dos festejos juninos, são: santo Antônio (comemorado no dia 13); são João (no dia 24) e são Pedro, (no dia 29).

O santo Antônio é uma herança da cultura portuguesa, considerado o santo casamenteiro. Quando chega o dia 13 de junho as pessoas fazem simpatias, promessas e muitas orações para alcançar a graça de conseguir um casamento. Devido a isso é considerado também o santo milagreiro. Além disso, pessoas procuram graças na busca por objetos perdidos.
O mesmo ganhou, ao nascer, o nome de Fernando. Em 1195, ano de seu nascimento, seus pais e familiares chamaram-no de Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo. Os fiéis do mundo inteiro o conhecem, porém, pelo nome de Antônio de Pádua, cidade onde morreu, embora tivesse nascido em Lisboa. No dia em que antecede o dia das comemorações ao santo (13 de junho), cujo dia foi escolhido para ser oficialmente o dia dos namorados, no Brasil. Na madrugada do dia 13, as simpatias marcam o início das comemorações festivas.

O são João é considerado o santo adivinhador, festeiro, protetor dos casamentos e enfermos, cura dor de cabeça e de garganta. A fogueira em homenagem a são João é acesa no dia 23 de junho, apesar do dia em que se comemora o dia de são João ser o dia 24. Conta-se a lenda que Isabel, grávida de João, encontrava-se nas montanhas de Judá na companhia de sua prima Maria, noiva de José. Maria combinou com José que quando o filho de Isabel nascesse, acenderia uma fogueira para avisá-lo, já que se encontravam numa região isolada. Por esse motivo a fogueira é acessa na véspera, dia 23.

Protetor dos viúvos, porteiro do céu e por ter exercido durante muito tempo o ofício de pescador, hoje são Pedro é o protetor dessa classe trabalhadora. Em sua homenagem, pescadores organizam procissões terrestres e fluviais que acontecem no dia 29 de junho, a data de morte do santo. Nascido na Galiléia, Pedro foi um dos 12 apóstolos de Cristo e tem seu nome citado inúmeras vezes nos evangelhos. Por suas pregações, foi condenado a morrer na cruz – conta-se que foi crucificado de cabeça para baixo, por se considerar indigno de morrer do mesmo modo que Jesus Cristo.

Fonte: Denise Santana


Nós evangélicos não concordamos e não participamos das festas juninas porque, na verdade, essa é uma celebração a santos. As comidas, as danças, longe de serem apenas uma diversão, são oferecidas a eles. A Bíblia é muito Clara em relação à idolatria e à exortação a não cultuarmos outros deuses. Para saber mais sobre esses assuntos, leiam:

1 Samuel 15; 23 a: Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniqüidade e idolatria.
*Porfiar: Contender obstinadamente, ...

1 Coríntios 1;13-18: Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo? Dou graças a Deus, porque a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Gaio, Para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome. E batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro. Porque Cristo enviou-me, não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã. Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.

Gálatas 5; 19-22: Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.


Queridos, mais claro do que estes versículos, impossível; porém aos que não tem o Espírito de Deus para discernir vou ser mais direta e vou mastigar/destrinchar o máximo para que não haja mais nenhuma dúvida:

Hebreus 4; 12: Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intençöes do coração.

A idolatria é contender incessante e obstinadamente contra as Leis de DEUS. É eleger outros deuses para adorar no lugar do que deu seu Único Filho em sacrifício para morrer por todos nós. É obra da carne e não vem de Deus. Se alguém pudesse perguntar aos verdadeiros servos do Senhor, ex.: alguns de seus discípulos, os quais a humanidade os coloca como dignos de adoração e idolatria, se eles achariam que isto é aprovado por Deus? O próprio Paulo se horrorizou com a idolatria de toda uma cidade.

Isaías 42; 8: Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura.

João 3; 16-19: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.

Atos 17; 16: E, enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se comovia em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria.


O objetivo do inimigo de nossas almas é desviar a atenção da nossa adoração, para que ela deixe de ser única e exclusivamente para Deus, por isto sempre existe um novo “santo” para que as pessoas adorem, pois quem não sabe que Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente, pensa que os milagres que ele fez só foram na época que Ele estava na terra, porém se enganam e se deixam enganar, pois o nosso Deus tem TODO o Poder e opera na vida dos que o buscam, pois quando Ele voltou aos céus, nos deixou o Espírito Santo, o Consolador, o que nos ajuda, orienta e é o único que pode interceder ao Pai por nós, pois faz parte da Santa Trindade: Deus (Pai), Jesus Cristo (Filho) e o Espírito de Deus (Espírito Santo). Aquele que blasfemar contra o Espírito Santo não terá perdão, portanto, cuidado com as palavras e os pensamentos, pois este é o único pecado que não tem como reverter.

Hebreus 13; 8: Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.

1 João 4; 3: E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo.

1 Coríntios 12; 3: Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema, e ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo.
*Anátema: Maldição, amaldiçoado, ...

João 14; 16-31: E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós. Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis. Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós. Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo? Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou. Tenho-vos dito isto, estando convosco. Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu. Eu vo-lo disse agora antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis. Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo, e nada tem em mim; Mas é para que o mundo saiba que eu amo o Pai, e que faço como o Pai me mandou. Levantai-vos, vamo-nos daqui.

João 15; 26: Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim. E vós também testificareis, pois estivestes comigo desde o princípio.

João 16; 7: Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.

Mateus 28; 19: Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.

Romanos 8; 26: E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.

Marcos 3; 29: Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo.


Sobre comida sacrificada aos ídolos, leiam:

Atos 15; 20: Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue.

Provérbios 23; 6: Não comas o pão daquele que tem o olhar maligno, nem cobices as suas iguarias gostosas.

Daniel 1; 3-21: E disse o rei a Aspenaz, chefe dos seus eunucos, que trouxesse alguns dos filhos de Israel, e da linhagem real e dos príncipes, Jovens em quem não houvesse defeito algum, de boa aparência, e instruídos em toda a sabedoria, e doutos em ciência, e entendidos no conhecimento, e que tivessem habilidade para assistirem no palácio do rei, e que lhes ensinassem as letras e a língua dos caldeus. E o rei lhes determinou a porção diária, das iguarias do rei, e do vinho que ele bebia, e que assim fossem mantidos por três anos, para que no fim destes pudessem estar diante do rei. E entre eles se achavam, dos filhos de Judá, Daniel, Hananias, Misael e Azarias; E o chefe dos eunucos lhes pós outros nomes, a saber: a Daniel pós o de Beltessazar, e a Hananias o de Sadraque, e a Misael o de Mesaque, e a Azarias o de Abednego. E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar. Ora, Deus fez com que Daniel achasse graça e misericórdia diante do chefe dos eunucos. E disse o chefe dos eunucos a Daniel: Tenho medo do meu senhor, o rei, que determinou a vossa comida e a vossa bebida; pois por que veria ele os vossos rostos mais tristes do que os dos outros jovens da vossa idade? Assim porias em perigo a minha cabeça para com o rei. Então disse Daniel ao despenseiro a quem o chefe dos eunucos havia constituído sobre Daniel, Hananias, Misael e Azarias: Experimenta, peço-te, os teus servos dez dias, e que se nos dêem legumes a comer, e água a beber. Então se examine diante de ti a nossa aparência, e a aparência dos jovens que comem a porção das iguarias do rei; e, conforme vires, procederás para com os teus servos. E ele consentiu isto, e os experimentou dez dias. E, ao fim dos dez dias, apareceram os seus semblantes melhores, e eles estavam mais gordos de carne do que todos os jovens que comiam das iguarias do rei. Assim o despenseiro tirou-lhes a porção das iguarias, e o vinho de que deviam beber, e lhes dava legumes. Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria; mas a Daniel deu entendimento em toda a visão e sonhos. E ao fim dos dias, em que o rei tinha falado que os trouxessem, o chefe dos eunucos os trouxe diante de Nabucodonosor. E o rei falou com eles; e entre todos eles não foram achados outros tais como Daniel, Hananias, Misael e Azarias; portanto ficaram assistindo diante do rei. E em toda a matéria de sabedoria e de discernimento, sobre o que o rei lhes perguntou, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos astrólogos que havia em todo o seu reino. E Daniel permaneceu até ao primeiro ano do rei Ciro.

Aos que se propõem a não se contaminar, o Senhor não honra e nos concede além do que pedimos ou pensamos.
Efésios 3; 20: Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.

Aqueles que se assentam com os escarnecedores e se banqueteiam nos seus manjares, estão desprezando a melhor comida, a que alimenta a alma e conseqüentemente estão profanando a obra do Senhor:

Salmos 1; 1 e 2: Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Malaquias 1; 12: Mas vós o profanais, quando dizeis: A mesa do Senhor é impura, e o seu produto, isto é, a sua comida é desprezível.

João 4; 34: Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.

Hebreus 5; 14: Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.


A comida em si, não nos causa dano espiritual, o que devemos nos alertar e vigiar são: a época deste alimento (comida típica por período), onde comemos, quem fez aquela comida; pois a depender disto saberemos se este alimento é abençoado ou amaldiçoado, como se sabe, realmente há pessoas que servem ao inimigo e que oferecem os alimentos que preparam para que ele amaldiçoe (pois é só isso que ele gosta de fazer), é claro que Deus tem poder para nos livrar, porém temos que fazer a nossa parte; é por isto que Deus nos orienta que se comermos algo que nosso irmão se escandalize, deixemos de comer, para não destruir a fé dos mais frágeis, Ex.: Nos períodos de festas junina, comer comidas derivadas do Milho (Junho é o período de sua safra).

Marcos 16; 18: Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.

Romanos 14; 15-21: Mas, se por causa da comida se contrista teu irmão, já não andas conforme o amor. Não destruas por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu. Não seja, pois, blasfemado o vosso bem; Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens. Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros. Não destruas por causa da comida a obra de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo. Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça.

1 Coríntios 8; 10-13: Porque, se alguém te vir a ti, que tens ciência, sentado à mesa no templo dos ídolos, não será a consciência do que é fraco induzida a comer das coisas sacrificadas aos ídolos? E pela tua ciência perecerá o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu. Ora, pecando assim contra os irmãos, e ferindo a sua fraca consciência, pecais contra Cristo. Por isso, se a comida escandalizar a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que meu irmão não se escandalize.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

miércoles, 15 de junio de 2011

2 Anos de Propagação do Evangelho pelo Blog


Queridos Amigos e Irmãos, é com grande Alegria que chegamos ao 2° Ano de existência do Blog (Periódico Misionero), agradeço a Deus pela sua misericórdia e amor, aos meus pais pelo apoio e amor, agradeço a todos pelas orações e por acompanhar as postagens e repassar o blog adiante.




Poema- VIDA DE PASTOR

Ele acorda, levanta, ajoelha e ora,
louva, consagra, jejua, exorta, sorri e chora.
Aprende, ensina, repreende, consola e abençoa.
Glorifica, prega, unge, visita, compreende e perdoa.

Semeia, cultiva, colhe, alimenta e oferece.
Acalenta, socorre, profetiza,
peleja, vence e agradece.
Santifica, ouve e cala. Dá, recebe, restaura,
triunfa, edifica, sente e fala.

Vida de pastor....
Olha o relógio, já está atrasado!
Se não tem carro, pega um ônibus apertado,
Vai ao hospital, presídio, velório, seja onde for
em busca da ovelha perdida,
pois ele é um pastor...
Seu corpo cansado aguarda
a hora de ir para a cama.
E quando isso acontece, logo o telefone chama.
Levanta apressado e reconhece a voz do outro lado;
é a ovelha aflita que precisa de cuidado.

E lá se vai o pastor, levando consolo ao coração aflito.
Dos seus olhos rola uma lágrima no lugar do grito.
É a dor que se transforma na alegria da compensação
por ter sido escolhido
para tão sublime missão.
É tarde quando volta para casa,
e neste momento a esposa diz:
“Hoje é o nosso aniversário de casamento”.
O clima de festa, a mesa arrumada...
mas a comida esfriou...e sem jeito diz:
perdoa, meu amor, esta é a vida de pastor.

Norma Bernardo


2 Coríntios 12; 15: Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.

Com este poema não estou me igualando a um Pastor, porém, em menor proporção estou fazendo a minha parte, de acordo com as minhas possibilidades e disponibilidade, pois minha vida está nas mãos do Senhor, o que Ele quiser que eu faça, farei; onde Ele quiser que eu vá, irei; me gasto, me gastarei e não cessarei de fazer o que Ele me orientar e outorgar, este Blog é prova disto.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Carinhosamente,
Erica Carla

sábado, 11 de junio de 2011

Amor de Verdade!

Havia uma garota cega que se odiava pelo fato de ser cega...
Ela também odiava a todos, exceto seu namorado;
Um dia ela disse que se pudesse ver o mundo, ela se casaria com ele!
Em um dia de sorte, alguém doou um par de olhos a ela…
Então seu namorado lhe perguntou:
- Agora que você pode vê, você se casará comigo?
A garota ficou chocada quando viu que seu namorado era cego e disse:
- Eu sinto muito, mais não posso me casar com você por que você é cego!
O namorado, afastando-se dela em lágrimas disse:
- Por favor, apenas cuide dos meus olhos, eles eram muito importantes para mim.



Queridos, como estamos na véspera do dia dos “namorados”, resolvi postar algo sobre este assunto, porém não só por isto, pois este texto me chamou a atenção por ser um amor parecido com o de Deus, cujo entregou o que tinha de mais precioso, seu único filho, por amor a toda humanidade, sem nos impor nada e muitos de nós o rejeitamos, menosprezamos o seu amor e nos distanciamos dEle.

João 3; 16-21: Porque Deus Amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.


Se coloque no lugar de Deus, façamos de conta que a história acima foi com você, o que você sentiria? Pois é, imaginou? Então vamos valorizar o amor de Deus, o sacrifício de Jesus, cujo foi por você, por mim, por todos nós, a única coisa que Ele nos pede é que retribuamos o amor, o zelo, o carinho e levemos este amor a todas as pessoas. Não sejamos como cegos espiritualmente, busquemos a luz, a luz que é Jesus.

Marcos 13; 10: Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações.
Marcos 16; 15: ... Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura.

Salmos 146; 8 a: O SENHOR abre os olhos aos cegos.
Isaías 42; 16: E guiarei os cegos pelo caminho que nunca conheceram, fá-los-ei caminhar pelas veredas que não conheceram; tornarei as trevas em luz perante eles, e as coisas tortas farei direitas. Estas coisas lhes farei, e nunca os desampararei.


Os que seguem as orientações dos que não servem a Deus, são tão cegos quanto os seus senhores, e Deus não tem prazer neles:

Mateus 15; 14: Deixai-os; são condutores cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova.
Sofonias 1; 17: E angustiarei os homens, que andarão como cegos, porque pecaram contra o SENHOR; e o seu sangue se derramará como pó, e a sua carne será como esterco.


Os que servem ao Pai das Luzes, Deus, viverá da fé nEle, pois sabemos que nEle não há mudança, como Ele disse, devemos relembrar que Ele liberta os cativos e oprimidos, restaura a visão aos cegos (de nascença e/ou espirituais), nos dá vida em abundância e voltará para buscar os fiéis da terra:

Hebreus 10; 38: Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.

Tiago 1; 17: Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.
Lucas 4; 19: A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do Senhor.
João 10; 10: O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
Salmos 101; 6: Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Carinhosamente,
Erica Carla