Motivos para ter criado o Blog:

Mi foto
Eu criei este Blog pra levar a Palavra de Deus a toda criatura. (Marcos 16; 15) Obs.: É por meio deste Blog que eu estou publicando os Estudos que já havia enviado aos meus amigos por e-mail, e aos que não viram todos, aqui terão acesso a eles; pois também foi pelo aumento na demanda de pessoas nos grupos de e-mail que criei o blog. Eu já publiquei os novos, após publicar os anteriores." A Palavra de Deus se renova a cada manhã!", "O céu e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar. - Mateus 24; 35" Um outro motivo pra o blog existir foi por causa de alguns amigos que me incentivaram/estimularam e ajudaram pra que essa idéia se concretizasse e por meio dela, muitas almas sejam alcançadas. Aproveitem este espaço pra conhecer um pouco mais da Palavra de Deus e me ensinar também! Obs.: “Muitas das mensagens que postei fui eu quem “escreveu”, utilizando a Palavra de Deus; e as que não fui eu que “escrevi” completamente ou complementei, procurei citar o nome do autor, e alguns que não coloquei foi por não saber quem é!” Este Blog só existe pra levar a Mensagem do Sofrimento de Jesus na Cruz, que foi por Amor a mim e a você! E não para qualquer outro propósito!

"Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações."

Marcos 13;10


viernes, 30 de diciembre de 2011

2012 Abençoado pra Todos Nós!



Queridos, é com alegria que chegamos a mais um fim de um ano e início de outro, pensemos, nem todos que iniciaram este ano de 2011 estão com vida no final dele, pois por algum motivo (saúde, fatalidade,...) não mais estão entre os viventes, isto é o plano de Deus pra cada vida, uma vez que Ele conhece a cada um de nós e sabe até onde suportamos, tem coisas que ocorrem no mundo, contra a vida humana (guerras) e contra a nossa fé (perseguição), que algumas pessoas não suportariam vivenciar.

Estou grata ao meu Deus por mais um ano que Ele me permitiu viver, pois sem Ele eu não agüentaria tantas coisas que passei neste ano, como todo ser humano, passei e creio que fui aprovada por Deus em muitos assuntos: Decepção por Ingratidão, frustrações, medos, ...

Não digo que tudo foi ruim, ou que só foram provas, não, pois que crente eu seria que só fala em problemas, frustrações e/ou derrotas? O meu Deus é MAIOR que os problemas e não o contrário. Passamos por provas, sim, mais pra uma finalidade, pois sem provas como seremos aprovados?! Este ano foi um ano de bênçãos e grandes livramentos, sou muito grata ao Senhor pelo seu AMOR e Cuidado comigo e com a minha família. Mesmo que não houvéssemos nada específico pra agradecer, temos o simples fato de existir pra sermos gratos ao nosso DEUS.

Depois de refletirmos sobre tudo que Deus nos faz, o que você tem pra dar a Ele, em gratidão a este tão grande amor?

Salmos 116; 12 e 13: Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do SENHOR.

É isto mesmo, a sua vida (Espírito, Alma e Corpo), esta é melhor forma de agradecer a Deus por tudo, pois Ele entregou o seu Filho Unigênito pra morrer e ressuscitar por cada um de nós, Ele pensa em nós como coletivo (parte de um único corpo) e no indivíduo único que cada um é, Ele é detalhista, te conhece melhor do que você mesmo pensa se conhecer, Ele te escolheu deste o ventre da sua mãe e não desiste de você, o plano da salvação está pronto pra você, é só você querer, pois Ele quer que vivamos e que a nossa vida seja abundante.

Salmos 37; 5: Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.
João 10; 10 b: ... eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
João 14; 6: Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

Termine 2011 com o melhor presente que você poderia imaginar, a Salvação da sua ALMA!


Agradeço a todos vocês por estarem comigo durante todo este ano (2011), pelas orações e pelos comentários. Espero contar com vocês no Novo Ano que iniciará!


Que 2012 seja ainda melhor e mais abençoado que 2011, pra todos nós!



Que Deus em Cristo continue vos Abençoando!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 24 de diciembre de 2011

Poemas que traduzem o NATAL:

Poema- MANJEDOURA



Nasceu-lhe então o menino, que era o seu primeiro filho. Envolveu-o em panos e deitou-o numa manjedoura, porque não conseguirem arranjar lugar na casa.” (Lucas 2; 10 versão A Bíblia para todos, p. 2047)

Não havia uma bacia de água
onde a jovem parturiente
amaciasse os pés
crespos da caminhada

Não havia leito
onde alongasse as pernas
das horas moldadas
ao dorso do jumento

Não havia travesseiro
em que desatasse a dor
jugulada do parto

Não havia linho fino
para cingir os membros tenros
do primeiro filho
Não havia o anteparo
de um berço de ouro

Apenas havia umas faixas
umas tiras de pano de saco rasgadas
apenas sobrava uma manjedoura
para hospedar a noite de feno
do pequeno corpo amarantino

Num estábulo
na ponta mais longe da estrada
aí onde os animais
consolam as bocas
foi disposto o pão vivo do céu

Rui Miguel Duarte



Poema- O NATAL DE JESUS

Tudo isso aconteceu para que se cumprisse
o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta.
Mateus 1; 22

Quando o sol irrompeu nos cimos azulados
E deu vida e calor às árvores e aos prados,
E os pássaros, trinando, a alvorada anunciaram
E a luz triunfal do dia entre ovações saudaram,
Dir-se-ia a natureza em festa esplendorosa
No radiante fulgor da manhã cor-de-rosa.

Quem fosse até Belém naquele instante, certo,
Deixando atrás de si a poeira do deserto,
Havia de sentir um gozo estranho e ingente,
Uma alegria nova, imensa, surpreendente,
Porque, na expectação do mundo estarrecido,
Nascera, finalmente, o Cristo prometido.

Os homens a buscá-lO o seu nome exaltavam
E, cheios de ventura, uns aos outros falavam,
Enquanto pelos céus divina melodia
De cantos imortais os páramos enchia.

Mas, eterno desígnio, a pequenina criança,
Que era do mundo inteiro a mais bela esperança,
Nascera, humildemente, em pobre estrebaria,
Porque nenhum lugar na estalagem havia
E agora, ao maternal regaço reclinada,
Mostrava à luz do dia a face mui rosada.

A doce mãe, feliz na sua fé ardente,
Olhava para o filho enternecidamente,
Não sonhando sequer o drama extraordinário
De que seria palco o monte do Calvário!...

Mas havia de ser assim...
Estava escrito
Nas páginas de luz do Livro do infinito
E um dia, sobre o lenho infame do madeiro
Ele seria exposto assim, como o Cordeiro,
Para que se cumprisse a divinal vontade
E fosse redimida e salva a humanidade.

E por isso as canções que os pássaros entoavam
E os lampejos do sol que os campos redouravam
Festejavam, também, nessa alvorada loura,
O Salvador nascido em pobre manjedoura!


in O Caminho da Cruz (JUERP, 1962)



Poema- GRANDE CANTATA DE NATAL




Cantarei o Natal,
mas o Natal-acontecimento,
o Natal exato,
realidade confortadora e simples,
o Natal sem sonhos.

Não o Natal de Papai Noel,
de São Nicolau,
do trenó sobre a neve,
do buraco da fechadura,
da chaminé delgada e escura,
do farnel de brinquedos...
Não!

Esse, positivamente, não é o Natal,
esse é um Natal de mentira,
inventado por alguém sem imaginação.
Não e Não!
Postiço e falso é o natal dos brinquedos:
da árvore de bolas amarelas, verdes,
vermelhas, azuis, prateadas, douradas,
espelhando rostos alegres,
alongando e diminuindo feições sorridentes,
natal dos sapatinhos sob a cama,
dos olhos marotos do menino rico,
dos olhos parados do menino pobre.
Natal dos brinquedos:
a bola de futebol novinha e cheirando a couro,
a boneca de porcelana
que fecha os olhos e tem vestidos ricos,
o aeromodelo, elegante e leve,
quebrando os copos da cristaleira,
os bibelôs do quarto,
aterrissando nas panelas da cozinha:
“Menino, vá para o quintal!”

Natal dos embrulhos que guardam mistérios,
embrulhos de sonhos, de risos, de vida,
natal dos olhos curiosos.
A árvore verde
tem loucas vertigens e visões fantásticas:
veste de algodão
e debruns e estrelas
e lâmpadas coloridas,
que riem o risinho do pisca-pisca:
“apagou... acendeu... apagou... acendeu...”
Não! Esse, na verdade, não é o Natal!

... E o presépio animado
do trenzinho correndo nos trilhos sinuosos:
“entrou no túnel comprido,
saiu da ponte, desceu a serra;
um operário malha a bigorna
ritmadamente;
os animais movem a cabeça.”
Não! Esse não é o Natal!

... E a mesa farta:
leitões assados com rodelas de limão
sobre o corpo tostadinho,
o peru recheado,
de peito aureolado em farofa cor de ouro,
os frangos,
as frutas, as passas,
as ameixas pretas,
as tâmaras morenas,
avelãs, nozes, castanhas...
bebidas, bebidas, bebidas
escorrendo, gotejando, geladas, loiras, espumantes.
Não! Esse é o natal-glutoneria!

Natal injusto é esse,
que divide castas
e separa classes
e alegra os ricos
e esmaga os pobres...
Maldito seja o natal que os homens inventaram
para que a mãe pobre o celebrasse chorando,
resistindo aos apelos:
- “Eu quero uma boneca!”
e às perguntas:
- “Papai Noel não vem?”
e às queixas:
- “Eu tenho fome! EU TENHO FOME!”

Maldito seja o natal-privilégio dos ricos,
que se mostram generosos
e distribuem migalhas aos pobres,
para comprar, com esse gesto, um terreno no céu:
um belo terreno de esquina,
com muitos metros quadrados,
em avenida principal.
Já disse e repito:
maldito seja esse falso natal,
esse mesquinho natal,
esse corrompido natal!

... E o natal-cumprimento:
telegramas urbanos,
parabéns, felicitações,
carta aérea, leve e curta,
bilhete escrito às pressas,
frase oca e vazia
bordada num cartão postal?
- Esse é o natal-hipocrisia
e está longe de ser o perfeito Natal!
Natal é muito mais:
é visão, esperança, certeza, humildade,
pastores, madrugada, estrebaria,
e José e Jesus e Maria,
e bondade
e alegria!

Cantarei o Natal!
“Dormem no campo os pastores,
os que tangem rebanhos sonhando.
Dormi, pastores, que a noite é um lírio
perfumado e eterno, branco e silencioso,
dormi como justos,
como crianças travessas,
um sono leve e escuro, macio e indevassável,
deixai que a terra úmida
aconchegue vossos corpos.

Despertareis em sonhos,
despertos sonhareis a visão almejada.
Abrem-se os céus como sulcos oceânicos
e embriagadora música emoldura a paisagem;
despertam figuras,
são anjos de largas e leves e rosadas asas,
brancas e celestes asas de pássaros gigantescos.
Despertai, homens do povo!
Humildes pastores das campinas verdes, despertai!
Anjos inquietos, suaves e claros
cantam em coro
o que ouvidos humanos jamais ouvirão...
escutai, pastores!
e guardai o cântico!

Guardai-o, para que se não dilua,
guardai-o, para que ainda o ouçamos
e dele falemos pelos séculos dos séculos. Amém.

Glória a Deus nas alturas!
Glória a Deus nas alturas!
Repitam os campos e os astros e as sombras
e a noite, nas trevas que se movem vagarosas,
e a terra, quente, laboriosa e humana:
Glória a Deus nas alturas!
E as muitas águas,
e as pedras escuras, lascadas, fendidas,
suspensas no abismo como gesto atrevido,
e as folhas verdes bailando e sorrindo
como dedos de criança
e o capim cheiroso que as ovelhas comem
e as sinuosas vertentes transparentes e ágeis,
repeti o coro que os anjos ensinam:
Glória a Deus nas alturas
e Paz na terra aos homens de boa vontade!

Paz na terra!
Apesar das bombas e dos acordos diplomáticos,
apesar do nevoeiro denso
que esconde navios compridos, cinzentos e armados,
apesar do ronco dos aviões a jato,
dos estampidos supersônicos,
dos campos de concentração
onde os velhos mordiscam a morte
e os moços já não existem,
apesar das bandeiras,
das muitas bandeiras nervosas e bailarinas,
das inquietas bandeiras de asas mutiladas,
apesar da vingança e da conquista,
dos aleijados, dos órfãos, das viúvas,
apesar dos cadáveres sem túmulo,
expostos e pisados,
apesar da insânia,
das fronteiras,
do ódio velado, do profundo ódio
dos que foram derrubados, mas não se perturbam,
apesar das experiências atômicas,
PAZ na Terra!
Paz na terra aos homens de boa vontade!
Eis o Natal, criaturas,
vinde bebê-lo sem o auxílio de vasilhas e potes de barro
dos muitos países,
vinde bebê-lo com as mãos em concha,
como quem se salva!

Vem de longe os magos:
são silhuetas
que os raios da estrela,
que os fios dourados da Estrela do Oriente
puxam, fazem andar, fazem parar, ensinam...
Vem de longe os magos,
para a fonte da água...

... Ouço vozes longínquas,
vozes ciclópicas abafadas pela distancia,
mas nítidas, definidas, exatas,
são vozes proféticas anunciando o tempo:
Isaías, Jeremias, Davi...
essas vozes completam o Natal,
definem e traduzem o Natal perfeito,
ouço vozes que cantam num coro harmonioso,
não há dissonâncias, nenhuma sequer.

O menino dorme
embalado pela estrela.
José medita,
Maria sorri...
sorri pelos olhos, pela boca, pelo corpo,
acariciada por essa alegria repousante
que é ser mãe.
Os magos estão curvados,
numa atitude obediente;
chegaram de muito longe,
para viver o Natal!
Os pastores cantam, os pássaros deslizam,
não há nada morto,
tudo é vida abundante,
eis o Natal!

Cantarei o Natal!
Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens!
Ecoe meu cântico pelas cercanias indevassáveis,
inunde os templos como VENDAVAL impetuoso,
aqueça choupanas de famílias pobres,
alimente pobres,
acenda nos olhos do menino triste
o suave brilho da esperança presente,
alimente pobres com o pão macio,
branco e generoso, perfumado e quente.

Sacuda cidades o meu puro cântico
e destrua planos de vingança e ódio.
Proclame o saltério,
respondam as cordas, confirmem os arcos,
com maviosas vozes, doces, sussurrantes,
gritem as trombetas,
chorem as mulheres,
repitam os homens,
cantem as crianças...

O Natal é isto:
um misto de luzes e vidas, um misto
de perdão e calma...
mas calma profunda que nos satisfaz.
O Natal de Cristo
é o cântico eterno da perfeita Paz...
da Paz verdadeira, da paz-humildade,
dessa Paz sincera proclamada aos homens
de boa vontade:

PAZ NA TERRA AOS HOMENS
DE BOA VONTADE!


Lucas 2; 14: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.



in 25 Anos de Gióia Júnior (1976 – Editora Betânia)



FELIZ NATAL A TODOS!

Jesus Cristo Ama a Todos!


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 17 de diciembre de 2011

Quando tiver que tomar decisão, Conte com Ele!



Salmos 86; 11: Ensina-me, SENHOR, o teu caminho, e andarei na tua verdade; une o meu coração ao temor do teu nome.


Todos os dias precisamos tomar importantes decisões. Ao nos levantarmos pela manhã decidimos que roupa vestir, olhamos a agenda e destacamos o que é prioridade.


Um escritor muito lido, Stanley Jones, no seu livro “O Caminho”, fala das três importantes escolhas ou decisões da vida. Primeira: uma filosofia de vida; Segunda: seu cônjuge; e Terceira: sua vocação. Sobre este tripé estão sua vida, seu futuro, seu sucesso?


Gostaria de compartilhar com você e sugerir alguns passos que podemos dar quando vamos tomar decisões:


1. Entregar-se a Deus: Entrega o teu caminho ao Senhor (Salmos 37; 5);

2. Confiar no cuidado de Deus: Confia no Senhor (Salmos 37; 3);

3. Descansar: Descansa no Senhor (Salmos 37; 7).
O Salmo 131; 2 diz: Certamente que me tenho portado e sossegado como uma criança desmamada de sua mãe; a minha alma está como uma criança desmamada.

4. Submeter-se à soberania de Deus: Lembre de Deus em tudo o que fizer, e Ele lhe mostrará o caminho certo (Provérbios 3; 6).
Deus não erra. A Bíblia diz, em Isaías 55; 9, que seus caminhos são mais altos que os nossos, eles são perfeitos. A vontade de Deus é boa, perfeita e agradável (Romanos 12; 2).

5. Ouvir o Espírito Santo. Ele nos ensina, nos faz lembrar e nos guia: Mas o consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito. (João 14; 26)

6. Deixar que a paz seja o árbitro em seu coração: Seja a Paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos (Colossenses 3; 15). A vontade de Deus deixa em paz o nosso coração.


Em toda minha vida tenho procurado andar na luz do Senhor, no seu foco. Uma coisa que pratico sempre é a leitura da Bíblia, pois ela é a lâmpada para is meus pés e luz para os meus caminhos (Salmos 119; 105); e também a oração, pois me ajuda a entregar tudo a Deus e ouvir a sua doce voz. Um salmo precioso é o Salmo 25, leia-o:

Salmos 25; 1-22: A ti, SENHOR, levanto a minha alma. Deus meu, em ti confio, não me deixes confundido, nem que os meus inimigos triunfem sobre mim. Na verdade, não serão confundidos os que esperam em ti; confundidos serão os que transgridem sem causa. Faze-me saber os teus caminhos, SENHOR; ensina-me as tuas veredas. Guia-me na tua verdade, e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação; por ti estou esperando todo o dia. Lembra-te, SENHOR, das tuas misericórdias e das tuas benignidades, porque são desde a eternidade. Não te lembres dos pecados da minha mocidade, nem das minhas transgressões; mas segundo a tua misericórdia, lembra-te de mim, por tua bondade, SENHOR. Bom e reto é o SENHOR; por isso ensinará o caminho aos pecadores. Guiará os mansos em justiça e aos mansos ensinará o seu caminho. Todas as veredas do SENHOR são misericórdia e verdade para aqueles que guardam a sua aliança e os seus testemunhos. Por amor do teu nome, SENHOR, perdoa a minha iniqüidade, pois é grande. Qual é o homem que teme ao SENHOR? Ele o ensinará no caminho que deve escolher. A sua alma pousará no bem, e a sua semente herdará a terra. O segredo do SENHOR é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança. Os meus olhos estão continuamente no SENHOR, pois ele tirará os meus pés da rede. Olha para mim, e tem piedade de mim, porque estou solitário e aflito. As ânsias do meu coração se têm multiplicado; tira-me dos meus apertos. Olha para a minha aflição e para a minha dor, e perdoa todos os meus pecados. Olha para os meus inimigos, pois se vão multiplicando e me odeiam com ódio cruel. Guarda a minha alma, e livra-me; não me deixes confundido, porquanto confio em ti. Guardem-me a sinceridade e a retidão, porquanto espero em ti. Redime, ó Deus, a Israel de todas as suas angústias.


Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar (Isaías 48; 17). Você pode contar com Ele.

Conte com Ele ao tomar suas decisões, ao fazer suas escolhas.


Pare para meditar no que estudamos hoje:
Salmos 32; 8: O Senhor me disse: Eu lhe ensinarei o caminho por onde deve ir; eu vou guiá-lo e orientá-lo.


Oremos:
Precioso Senhor,
Confesso que tenho chegado a algumas encruzilhadas sem saber que direção seguir,
Clamo, em nome de Jesus, para que o teu Espírito Santo venha me guiar, me ensinar, abrir meus olhos, levando-me a tomar as decisões acertadamente, de maneira que o teu Nome seja glorificado em minha vida. Amém!

Pastor Messias Anacleto Rosa


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 10 de diciembre de 2011

Entendendo o que a Bíblia diz sobre:

Orientações de como proceder conforme Deus nos ensina em sua Palavra:



1. Se você quer ajudar alguém, não precisa sair dizendo a todas as pessoas o que fez; isto só lhe será útil se você quiser reconhecimento dos homens e não o de Deus, porém se queres agradar ao Pai celestial e obter galardão junto a Ele, seja discreto, dê com uma mão para que a outra não veja.

Mateus 6; 1-4: Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita; Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.


2. Parecido com o item acima é o orar/clamar pelos demais, pois não é necessário que todos saibam o que se passa com alguém que muitas vezes te pediu oração, pois se houve esta confiança, não a quebre, não torne público o pedido do teu irmão. Nem pensem que por orar eloqüentemente em público Deus irá se agradar mais do que de uma oração simples e sincera de uma pessoa de coração humilde.
O momento da oração ele é muito íntimo, pois é quando precisamos falar com Deus das coisas que nos aflige, que ansiamos, que necessitamos; por isto Deus nos orienta a entrar em nosso quarto, pois é um local que temos privacidade para orar, clamar, chorar, rasgar sem reservas o nosso coração perante o Senhor, pois o que pedirmos hoje, seremos atendidos amanhã (tempo de Deus) e quando acontecer todos irão ver.


Mateus 6; 5-8: E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.

João 13; 7: Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.


3. A oração não é pra ser repetitiva, uma vez que se fosse pra ser repetitiva seria uma reza, porém o Senhor nos orienta a ORAR, Que é uma conversa, falar com Deus o que sentimos e o que precisamos que Ele nos dê resposta. Uma coisa que confundem muito é a orientação de oração no texto abaixo, pois muitos a repetem pensando que estão fazendo o que Deus ensinou, porém estão muito enganados, já que a oração mencionada abaixo é um MODELO a ser seguido, que devemos utilizá-la adequando as nossas necessidades, a nossa forma de falar com Deus; é como a liturgia de um culto, sabemos em que momento cada coisa irá acontecer, porém cada culto é diferente do anterior, o mesmo é com a oração, pois o que precisamos hoje, pode não ser mais necessário amanhã. E a minha necessidade é diferente da que o meu irmão tem.

Mateus 6; 7-13: E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.

Vamos observar por parte:

Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu: Este é o primeiro momento de cada oração, iniciamos Adorando a Deus, reconhecendo a sua soberania, e pedindo que Ele faça em nossas vidas o que lhe apraz.

O pão nosso de cada dia nos dá hoje: É neste momento que pedimos a sua ajuda (capacidade, conhecimento, sabedoria, saúde...) em nossos Estudos, no nosso Trabalho para que nunca falte o alimento em nossa mesa, pois todo trabalhador é digno do seu salário.

E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores: Este é o momento que precisamos confessar pra Deus as nossas falhas e lhe pedir perdão. Precisamos também pedir a Deus que nos ensine a perdoar a quem nos fez algum mal. Se não perdoamos a quem nos ofende, como poderemos pedir que Deus nos perdoe?! Não sejamos como o credor incompassivo.

E não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal: Agora falamos para Deus as nossas fragilidades, para que Ele não nos permita ceder às tentações, para que Ele nos dê livramentos (muitos nós nem vemos, outros Deus permite que saibamos para testemunhar).

Porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém: Concluímos agradecendo por tudo que Ele nos concede (fôlego de vida, bênçãos alcançadas, livramentos,...), nos entregando em suas mãos, para que Ele faça em nossas vidas prevalecer a sua vontade (boa, perfeita e agradável), O Adoramos pela beleza da sua santidade, santidade esta que devemos buscar se quisermos morar no céu e vê-lo face a face. Por que tudo é dEle, por Ele e para Ele!

Romanos 12; 2: E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

1 Crônicas 16; 29: Tributai ao SENHOR a glória de seu nome; trazei presentes, e vinde perante ele; adorai ao SENHOR na beleza da sua santidade.

1 Pedro 1; 16: Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.

Colossenses 1; 16: Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.


Mateus 6; 14 e 15: Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

Mateus 18; 23-35: A parábola do credor incompassivoPor isso o reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos; E, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos; E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a dívida se lhe pagasse. Então aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Então o senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos, que lhe devia cem dinheiros, e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves. Então o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Ele, porém, não quis, antes foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. Vendo, pois, os seus conservos o que acontecia, contristaram-se muito, e foram declarar ao seu senhor tudo o que se passara. Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas.


4. Semelhante aos dois primeiros itens, não devemos jejuar para que todos saibam que estamos em jejum, não é sábio e nem prudente, pois o mundo não entende e irá escarnecer. Sejas discreto quando a este assunto também, pois no momento certo Deus irá conceder a vitória a qual você jejuou e todos saberão o que Deus fez em resposta a este sacrifício.

Mateus 6; 16-18: Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 3 de diciembre de 2011

No Caminho com Sinceridade!



Em algum momento você já parou para refletir sobre sua VIDA?
Este é o Momento... Como você tem buscado a felicidade? Em bens materiais? Tenta aprofundar o seu amor em objetos? Prazeres, sexo, riquezas? O que você levará quando morrer? Nada. Quantas vezes já sentiu aquela solidão bater forte no peito? Seus amigos te desprezam? A sua vida não tem mais solução?

Existe um caminho de PAZ. Este caminho é JESUS.
João 14; 16: Disse JESUS: “Eu sou o caminho e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”.

NEle você encontrará a solução para todas as áreas de sua vida, e principalmente, você conhecerá a verdadeira ALEGRIA. O Que Você Tem a PERDER? Com JESUS, você só tem a ganhar! Se você deseja conhecer a JESUS CRISTO, basta somente você fazer uma oração com plena convicção convidando-o a fazer parte de sua vida.

Romanos 10; 9-10: A saber: se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.

Conta-se a estória que quando o oleiro fazia os vasos ele os fazia sem cera, estes vasos são os mais valiosos, pois passaram por todo o processo (o barro é molhado, amassado, moldado, vai para o fogo e fica na forma que as mãos do oleiro moldou) sem trincar ou quebrar, porém os vasos que trincavam ou quebravam, o oleiro mascarava com cera para poder os vender, então as pessoas que compravam os vasos perguntavam se era com ou sem cera, daí vieram os termos sincero, sincera, sinceridade,... pois os que estavam SEM CERA eram os melhores, por não estarem mascarados, e eram de melhor qualidade.

É isto que Deus quer de nós, coração sincero, sem manchas, sem mascaras, e que o adoremos da melhor forma, que nos demos o melhor de nós em oferta a Ele: o nosso coração, nossa Alma, nosso Espírito, pois as atitudes serão um reflexo do que habita em nós, os frutos do espírito de Deus serão uma realidade em nossas vidas, e isto refletirá Cristo em nós.

Salmos 101; 2: Portar-me-ei com inteligência no caminho reto. Quando virás a mim? Andarei em minha casa com um coração sincero.

Provérbios 10 ; 9: Quem anda em sinceridade, anda seguro; mas o que perverte os seus caminhos ficará conhecido.

Gálatas 5; 22: Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.


Deus é o oleiro, e nós somos o barro, Ele nos molha (Palavra), amassa, nos molda, nos quebra e nos faz um vaso novo (nova criatura), somos provados no fogo e somos aprovados por Deus, se estivermos ligados na videira verdadeira que é Cristo e se formos um só como a Igreja de Deus (união).

2 Coríntios 5; 17: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

João 15; 1-5: Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado. Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

Salmos 133; 1: Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.


Quando Deus nos torna em nova criatura (novos convertidos) não é porque o vaso quebrou e Ele coloca a cera para disfarçar, e sim porque Ele quebrou o vaso e agora vai começar o processo de um barro novo, molhado, para ficar do jeito que Ele quer, porque Ele molha a terra/barro com a sua Palavra, e é Ela junto com o Espírito Santo que irá agir para que as pessoas aceitem a Cristo como único e suficiente Senhor e Salvador, por isto que quando há conversão sincera vemos que as pessoas choram, pois nasceram de novo, foram molhados pela Palavra, amassados (vêem e reconhecemos que somos pó e que o Grande é Deus), as vezes caem do padrão que criam ser o Melhor/Superior, para poder reconhecer a Soberania de Deus, depois são moldados pelas mãos do Oleiro Jesus e quando preparados vão ser provados no fogo, pois ao contrário do que muitos pensão, prova não mata o crente, o que mata é o pecado, a prova serve para dar experiência ao servo de Deus.

Jeremias 18; 1-6: A palavra do SENHOR, que veio a Jeremias, dizendo: Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.


Então, agora eu te pergunto, você quer receber a maior promessa, a Salvação? Esta é uma decisão sua, Deus não interfere, Ele te deixa a vontade para o seguir, pois Ele quer que o sigamos e o adoremos em espírito e em verdade, não por força e nem por violência, mais com sinceridade de coração.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 26 de noviembre de 2011

Poema- A Árvore da Felicidade



Na floresta da minha vida eu plantei três sementes.
A primeira foi a semente do meu orgulho;
A segunda a semente da minha ganância;
Nasceram duas grandes árvores
Nestas árvores, depositei todo minha esperança.


A terceira semente, com esta eu não me importei
Não foi com carinho que eu a plantei
Na terra de qualquer jeito semeei
Não me importei se essa semente nascia
Eu não esperava qual seria minha surpresa um dia.


O tempo foi passando, meu orgulho e minha ganância aumentando
Orgulhoso fui até a floresta passear
Foi grande a desilusão, vi toda minha soberania desmoronar
A árvore do meu orgulho, juntamente com a árvore da minha ganância,
Encontrei as duas sem esperança.


Seus fortes galhos secando
Suas folhas amareladas
Eu chorei como criança, acabou minha esperança!
Estas duas árvores em pouco tempo seriam derrubadas!


Com meus olhos chorando
Para frente fui andando
Algo me surpreendeu
Encontrei uma grande árvore
Com grandes galhos rodeados
Suas flores perfumadas.


Esta árvore nasceu daquela semente
Que um dia covardemente o meu coração esqueceu
Eu corri ao seu encontro
Abracei o seu tronco
De alegria eu chorava.



Parece que a árvore me dizia:
Filho para onde você ia
Os caminhos que você seguia
Minha sombra te acompanhava.


Hoje eu sou feliz
Já esqueci do meu orgulho
Não lembro da minha ganância
Sou feliz como criança.



Não sinto nem tristeza, nem saudade
Agora, convido meus irmãos, amigos
E o povo desta cidade,
Para vir colher os frutos e descansar na sombra
Desta arvore que se chama
A ÁRVORE DA FELICIDADE!!!



João Testi Sobrinho



Provérbios 21; 4: Os olhos altivos, o coração orgulhoso e a lavoura dos ímpios é pecado.

Provérbios 28; 25: O orgulhoso de coração levanta contendas, mas o que confia no SENHOR prosperará.

Abacuque 2; 4: Eis que a sua alma está orgulhosa, não é reta nele; mas o justo pela sua fé viverá.

2 Coríntios 12; 20 e 21: Porque receio que, quando chegar, não vos ache como eu quereria, e eu seja achado de vós como não quereríeis; que de alguma maneira haja pendências, invejas, iras, porfias, detrações, mexericos, orgulhos, tumultos; Que, quando for outra vez, o meu Deus me humilhe para convosco, e chore por muitos daqueles que dantes pecaram, e não se arrependeram da imundícia, e prostituição, e desonestidade que cometeram.

2 Timóteo 3; 1-4: Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus.

Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 19 de noviembre de 2011

Poema- Deus eu peço...

Deus eu peço sabedoria, não para me exaltar diante da humanidade, mas para que eu possa fazer sabias decisões.

Peço forças, não para agredir alguém, mas para continuar em meio à fraqueza e nunca desistir.

Peço-te coragem não para me vangloriar, mas para que minha covardia não me paralise.

Peço gratidão, não para agradecer apenas o que me dá, mas para agradecer também tudo aquilo que me negaste.

Peço-te inspiração, não para escrever o que sinto, mas para sentir o que escrevo.

Deus eu peço amigos não somente para me ajudar, mas para eu ajudá-los em momentos difíceis.

Peço bons mestres, não apenas que ensinem o que sabem, mas que valorizem o que aprendem.

Peço ajuda para todos os que precisam, assim como eu.

Deus eu peço fé, não para discutir com a ciência, mas para nunca duvidar de ti.

Eu sei que estou pedindo tantas coisas, talvez pelo meu egoísmo ou pela vontade que eu tenho que o Senhor me faça ser melhor do que sou.

Deus eu peço tudo que meu coração não conseguiu traduzir em palavras.


Ana Menires




Deus nos orienta a pedir-lhe sabedoria, para que possamos utilizá-la nos momentos que necessitamos, pois não basta ser inteligente tem que saber usar a inteligência, isto é ser sábio. Um exemplo clássico na Bíblia é o rei Salomão, ao qual Deus concedeu ser o homem mais sábio, pela humildade que viu no coração de Salomão ao pedir-lhe sabedoria, em vez de pedir riqueza e honra:

Tiago 1; 5 e 6: E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte.

1 Reis 4; 29 e 30: E deu Deus a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e largueza de coração, como a areia que está na praia do mar. E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios.


Mateus 7; 7 e 8: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.


Deus sempre nos dá um balsamo para prosseguirmos na caminhada, pois por muitas vezes as forças se esmorecem e não podemos deixar que isto nos faça desanimar e muito menos desistir das promessas:

Isaías 40; 29 e 31: Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.


Muitas vezes sabemos o que Deus quer que façamos, porém por
covardia deixamos de fazer, até mesmo por que achamos que se não fizermos, Deus irá fazer. Uma coisa é certa, se Deus te mandar fazer algo e você não fizer, ele usará outro pra fazê-lo, pois a sua obra não pode parar, porém o covarde pagará um preço alto pela desobediência.
Portanto, o que Deus te mandar fazer, faça, com ousadia e grande gozo em obedecer ao Pai, mesmo em meio a tribulações, pois Deus se agrada de filhos obedientes.


1 Samuel 15; 22 b: ... Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar. ...

2 Coríntios 7; 4: Grande é a ousadia da minha fala para convosco, e grande a minha jactância a respeito de vós; estou cheio de consolação; transbordo de gozo em todas as nossas tribulações.


Precisamos ser gratos a Deus em tudo, pois um NÃO é um grande livramento, portanto nos alegremos no Senhor, pois terá um momento que saberemos o porquê de cada coisa, no tempo de Deus!

João 13; 7: Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.


Precisamos guardar em nossos corações a Palavra de Deus e vivê-la, falar não só por estar escrito na Bíblia, mais porque praticamos o que nEla contém; as pessoas precisam ver Cristo em nós, na nossa conduta, no nosso testemunho, no nosso andar,... A boca fala do que o coração está cheio! Temos que refletir a Luz de Cristo para o mundo, sermos exemplos por onde passarmos, deixando o bom cheiro de Cristo. Nós Cristãos precisamos ser assim.

2 Coríntios 3; 18: Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.

Salmos 119; 11: Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.


Não podemos ser egocêntricos, precisamos de amigos que nos ajudem, porém temos que ser amigos também, pois como Deus fez com Jó, Ele também pode fazer por nós, vejam que enquanto Jó orava pelos seus amigos, Deus contemplou o coração dele, que era sincero e o abençoou. Muitas vezes Deus espera que sejamos desprendidos, pensando primeiro no próximo e esquecendo-se de si, então é neste momento que Ele irá agir.

Jó 42; 10: E o SENHOR virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía.


Cuidemos para que valorizemos o que aprendemos e conseqüentemente iremos saber ensinar, mesmo que as vezes nem precisamos abrir a boca, pois refletiremos os ensinamentos contidos na Santa Palavra de Deus. Saibamos que somos observados pelo mundo, cuidemos para que não venhamos a dar mau testemunho, a Deus prestaremos conta disto; se formos líderes, Deus nos cobrará ainda mais, pela nossa postura perante todos. Não sejamos como os afastados dos caminhos do Senhor, que aprenderam e por não mais praticar se esqueceram dos santos ensinamentos. Portanto, nos espelhemos nos bons mestres na Palavra e principalmente no BOM MESTRE (Jesus).

Tiago 3; 1: Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo.

Hebreus 5; 12: Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento.

Mateus 23; 10: Nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo.


Em meio às lutas desta vida, só temos como vencê-las se estivermos com Cristo.

Salmos 46; 1: Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.


Passamos por momentos que pensamos que não tem mais jeito, porém se entregarmos nossos problemas ao Senhor e descansarmos nEle, com Fé Ele irá agir; porém se duvidarmos, se não tivermos fé, infelizmente é impossível agradarmos a Deus e vê-lo agir em nossas vidas.

Hebreus 11; 1 e 6: Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.


Se não estamos conseguindo dizer a Deus o que estamos sentindo, se só conseguimos chorar, não nos preocupemos, pois o Espírito Santo irá traduzir e levar para o Pai o que não estamos conseguindo dizer:

Romanos 8; 26: E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.



Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 12 de noviembre de 2011

Para Tudo há um Propósito!

Em nossa vida, nada acontece por um Acaso, sem motivo ou sem propósito...

Observem a sequência de imagens abaixo e reflitam:






Senhor, está muito pesada, vou cortar um pedaço...










Senhor, cortarei um pedacinho mais...
Eu assim poderei carregá-la melhor...





Senhor, muito obrigado...







Use sua cruz como ponte, atravesse e siga em frente...



Ahhhhh! É muito pequena a minha cruz, eu não posso atravessar...



Queridos, não se queixem do peso e do tamanho da sua cruz, pois ela tem um porque e um pra quê de ser assim pra cada um de nós, nem peguem nenhum atalho, o caminho é um só, não se desvie; se formos abreviar este caminho, certamente teremos problemas; em algum momento que estiveres carregando-a saberás como utilizá-la, sem experiências não saberemos como enfrentar os problemas e muito menos como ajudar a outros que estiverem passando por alguma situação que você já passou, podendo aconselhar e orientar qual o melhor caminho a seguir e as atitudes a serem adotadas para cada circunstância.

João 13; 7: Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.

Romanos 8; 28: E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.


Lembre-se, Deus só te permitirá levar um peso que você possa suportar, nada além das tuas forças e capacidades, Ele conhece cada um e nos sonda, pois quanto maior é a prova hoje, ela tem uma finalidade amanhã, podemos não entender ainda, mais no tempo certo Deus nos fará saber o porquê e como usar esta experiência. Muitos são provados para alcançar algo preparado por Deus, por exemplo: Alguns passam por provas, dificuldades, enfermidades, renuncias,..., para testemunhar e aumentar a fé de muitos, outros para exercer alguma obra específica (chamado), mais pra cada um Deus tem um propósito, não é em vão, não passamos por estas situações por que Deus é carrasco e quer nos ver sofrer, não, muito pelo contrário, foi o homem quem escolheu sofrer (Adão e Eva), Deus permitiu, e hoje vivemos assim para nunca nos esquecermos que somos pó, e que sem Deus nada somos, e que precisamos adorá-lo, e nem isto vem da nossa natureza, pois até o desejo de adorar a Deus vem dEle, pelo seu Santo Espírito que habita em nós.

1 Coríntios 10; 13: Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.

Gênesis 3; 1-24: Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais. E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim. E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás? E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi. E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo. No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás. E chamou Adão o nome de sua mulher Eva; porquanto era a mãe de todos os viventes. E fez o SENHOR Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu. Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, O SENHOR Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. E havendo lançado fora o homem, pós querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.


Por causa da desobediência de Eva e Adão todos nós sofremos, então não desobedeça a Deus para que não venham conseqüências para a sua vida e a da sua descendência, leve a sua cruz de cada dia e siga-o.

Mateus 16; 24: Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;

Lucas 9; 23: E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 5 de noviembre de 2011

Quando tiver dúvidas, Conte com Ele!



Quem já não viveu seus momentos ou situações quando as dúvidas o assaltaram? Creio que todos nós experimentamos nossos dias de dúvidas: Será? Faço ou não Faço? Devo ou não proceder assim? Conversando com certo cirurgião ele me falou de situações quando suas decisões tinham que ser tomadas com muita rapidez, tudo era uma questão de vida ou morte, a dúvida poderia ser fatal.

A Bíblia nos relata sobre homens de Deus que tiveram suas dúvidas. Um deles foi o precursor de Jesus: João Batista. Vejamos isto na palavra de Deus:
Mateus 11; 2 e 3: E João, ouvindo no cárcere falar dos feitos de Cristo, enviou dois dos seus discípulos, A dizer-lhe: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?

João havia anunciado a chegada do Messias:
João 1; 26 e 27: João respondeu-lhes, dizendo: Eu batizo com água; mas no meio de vós está um a quem vós não conheceis. Este é aquele que vem após mim, que é antes de mim, do qual eu não sou digno de desatar a correia da alparca.

João Batizou Jesus no rio Jordão, anunciando-o como o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!
João 1; 29: No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Agora João estava encarcerado, e enviou dois dos seus discípulos a Jesus com esta pergunta:
És tu aquele que estava para vir ou havemos de esperar por outro?
“João quis certificar-se, antes de morrer, de que Jesus era realmente o Messias.” (Bíblia Shedd).

Outro relato Bíblico sobre a dúvida é o do discípulo de Jesus chamado Tomé. Este fato é contado em:
João 20; 24 e 25: Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. Disseram a Tomé, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.

Tomé era incrédulo, havia dúvidas no seu coração, por isso Jesus lhe disse:
João 20; 27: Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente.

Graças a Deus porque quando as dúvidas nos assaltam podemos contar com Ele. Ele sabe que somos pequenos e que nossa fé não chega a ser do tamanho de um grão de mostarda.
Lucas 17; 6: E disse o Senhor: Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: Desarraiga-te daqui, e planta-te no mar; e ela vos obedeceria.

Pare para meditar no que estudamos hoje:
João 20; 29: Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.

Não deixemos que as dúvidas do cotidiano afetem a nossa fé e comunhão com Deus, não duvidemos dEle, creiamos sem reservas, pois Ele é fiel mesmo que não sejamos.

Marcos 5; 36 b: Não temas, crê somente.
2 Timóteo 2; 13: Se formos infiéis, Ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo.

Oremos:
Deus Glorioso,
De acordo com o que a tua Palavra diz, não devemos duvidar em nosso coração, eu coloco diante de ti todas as dúvidas que têm sido fortalezas em minha vida. Pela fé em ti, ó Jesus, eu recebo em todo o meu viver a tua direção que é segura e sábia.
É no teu nome que oro com muita gratidão. Amém!

Pastor Messias Anacleto Rosa


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

viernes, 28 de octubre de 2011

Soneto e Poema- O Filho Pródigo!

Soneto do filho pródigo

Silêncio da alma desperta a dor
Sinal no horizonte saudade dá
Por que viver neste triste labor
Se o pai que me espera lado de lá


Triste e saudoso espera me ver?
De volta pra o lar arrependido
Seus braços abertos, pra socorrer
Filho, servo... Serei recebido


Com trajes de festa celebração,
Com pés calçados e anel na mão.
Venham, comamos, o filho voltou!

Reviveu quem estava morrendo!
O meu filho eu estava perdendo!
Pródigo do lar, ao lar retornou.



Josenilton Pinheiro





Poema- O Filho Pródigo!

O Mestre entre os olhares confusos, perplexos diante da Lei que vigia um fato concreto, trouxe à brilhar de forma rara, clara, em evidência ímpar. A parábola do filho pródigo, talvez, a mais bonita:


Em um lugar muito longe, em terra distante, um jovem errante pensava assim: “Ah, não faz muito tempo naquele horizonte, o sol, que hoje se esconde, brilhava pra mim. Porque deixei tudo, procurando um outro mundo? Eu nunca imaginava que um dia, na estrada, eu ficaria assim.”

De onde partira, lá no outro horizonte, alguém muito importante pensava assim: “Aonde é que ele anda? Por que foi embora? Será que ele agora ainda se lembra de mim?

Mas num belo dia, todos os dias, olhando pro caminho, um vulto : - “Será o meu filho?”

Trôpegos ombros caídos, vencido pela fadiga. Se não fosse o instinto paterno, de que filho nunca deixa de ser filho, um homem produto da lei que mesmo cria, por certo, não o reconheceria.

- “Pai, Pai!”
Soa uma voz na estrada, um velho cansado, a voz tão humilhada o levou a saltar. A alegria era tanta que da soleira da porta entre lágrimas gritou:

- “É o meu filho. É ele sim! O meu filho voltou!”
O pai amoroso não viu a roupa rota. Com lágrimas nos olhos, um grito na garganta, correu para o seu filho, e abraçando o beijou.

- “Jornaleiro?! Que é isso, meu filho! És herdeiro! Ah, não me diga mais nada. Tragam o anel, o vestido, as sandálias, matem um bezerro cevado e iniciem a festa, porque o meu filho querido voltou.”


Pra você que está longe, não importa onde, há um passado no presente que não te abandonou.

E o Pai até hoje olha pro caminho e até chora sozinho, porque não se conformou.

Fome, Sede, Frio, bolotas que até mesmo os porcos rejeitam, é a realidade lá fora.

Quando se perde o respeito à vida, quando vira-se as costas pro Pai, à fazenda sortida, frutos que, quem sabe, você mesmo os cuidou.

A viagem da fantasia, meu amigo, é curta, termina sempre no lixo da vida.

Ah! Mas na casa do Pai, querido, na casa do Pai a verdade nunca muda. As começar pelo caminho, as placas da mesma cor indicam uma direção, a outra que só Deus é Amor, Amor e Amor...


Maysa Thâmara


Lucas 15; 11-24: E disse: Um certo homem tinha dois filhos; E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda. E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente. E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades. E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos. E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada. E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti; Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros. E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés; E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos; Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se.

Querido, se você já serviu a Jesus, e hoje encontra-se afastado do lar paterno, te digo com convicção, Deus te Ama e te chama de volta meu Irmão, se não tens força, chame por Ele, clame e Ele te resgatará com mão forte e poderosa.

Imagine que você é uma criança e que caiu em uma areia movediça, e quanto mais você se meche e tenta sair sozinho mais se afunda, agora imagine que você grita pelo seu pai e ele chega e estende a mão, com um só puxão ele te ergue e te resgata de ser submerso. Agora pense se você com mão de criança conseguiria segurar com firmeza e sem escorregar a mão do seu pai? Claro que não, a mão de uma criança é bem menor, porém a mão do pai é grande e nos segura e não deixa nossa mão escorregar. Deus também age assim, se estivermos em uma situação que não sabemos como nos livrar, como sair ileso e ser salvo, Chame pelo Pai (Deus), Ele está esperando você dar o primeiro passo para que Ele possa agir na tua vida e mostrar todo o amor que sente por ti, te livrando de ser submerso pelo lamaçal do pecado. Só tem uma coisa, você precisa QUERER, Ele não irá forçar-lo a ficar ao seu lado! Deixe Deus com sua Mão Grande e Poderosa de Pai te segurar e te suster em segurança.

Lucas 15; 7: Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.

Volta hoje pra Jesus, Ele te Ama e quer você de volta pra te proteger, pois enquanto você estiver longe dEle, você está a sua própria sorte; Ele tem um propósito pra tua vida, o que o mundo oferece não vale a pena, no outro dia os problemas continuam te esperando e você está sozinho pra vencê-los. Nós que estamos sempre buscando estar mais pertinho do Pai, temos a sua proteção e ajuda em todos os momentos, problemas também temos que enfrentar, mais com a ação direta de Deus em nossas vidas, temos discernimento de como proceder pra resolvê-los. Com Cristo somos mais do que vencedores!

Romanos 8; 37: Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 22 de octubre de 2011

Você quer ser Amigo de Deus?

Romanos 5; 6-10: De fato, quando não tínhamos força espiritual, Cristo morreu pelos maus, no tempo escolhido por Deus. Dificilmente alguém aceitaria morrer por uma pessoa que obedece às leis. Pode ser que alguém tenha coragem para morrer por uma pessoa boa. Mas Deus nos mostrou o quanto nos ama: Cristo morreu por nós quando ainda vivíamos no pecado. E, agora que fomos aceitos por Deus por meio da morte de Cristo na cruz, é mais certo ainda que ficaremos livres, por meio dEle, do castigo de Deus. Nós éramos inimigos de Deus, mas Ele nos tornou seus amigos por meio da morte do seu Filho. E, agora que somos amigos de Deus, é mais certo ainda que seremos salvos pela vida de Cristo.

Romanos 6; 23: Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.

Isto parece um paradoxo, como um pai fica amigo das pessoas que mereciam morrer em vez do seu filho? É simples, Deus, com seu Grande Amor nos criou para sermos livres do pecado, porém o ser humano, que é falho, por si só não conseguiu manter-se livre e pecou, pecado este que afasta o homem de Deus. Mais como Deus é Amor, Ele não se agrada em ver o homem em pecado, por isto que Ele deu o seu Filho para morrer por nós, sendo nós ainda pecadores, para que tivéssemos uma nova chance, para que os que quiserem possam se reconciliar com Deus. O nosso castigo que estava sobre Ele, e pelo sacrifício dEle temos acesso a Paz, Paz que só Deus pode nos dar.

Isaías 53; 5: Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

João 14; 27 a: Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá.


Como ser Amigo de Deus?

Tendo fé nEle e usando de bom proveito da justificação que adquirimos por Jesus, pois sem fé é impossível agradar-lo e sermos salvos, precisamos falar de seu Amor a todos quantos conheçamos, para que sejamos bons representantes dos céus, para que outros possam se reconciliar com o nosso Pai Celestial, Deus! Não sejamos amigos do mundo, pois se assim formos, nos constituimos inimigos de Deus.

Romanos 5; 1: Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo.

2 Coríntios 5; 20 e 21: De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamos-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus. Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.

Efésios 2; 8 e 10: Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

Tiago 4; 4: Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.


A Grande Oportunidade!

O fogo, a água e a oportunidade se encontram...
Esta última perguntou: - De onde vocês são?
E o Fogo respondeu: - Eu estou nas guerras, nos vulcões, nas grandes queimadas...
...Ah! ... Estou até no palito de fósforo.

A Água respondeu: - Eu estou nos grandes mares, nos rios, maravilhosos, na chuva, estou numa gotinha; Ah!!!... Estou numa lágrima...

E você Oportunidade? Perguntaram eles:
- Bom, eu também estou em vários lugares: - Na vida de um advogado, em um poeta, ou alguém que prega ou aceita o evangelho,
Mas só que tem uma coisa; Disse novamente a OPORTUNIDADE: - É que as vezes eu passo e nunca mais volto.


Ei Amigo, a oportunidade passa agora em sua vida através desta mensagem:
Isaías 55; 6: Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Se você ainda não aceitou a Jesus Cristo como seu Único e Suficiente Senhor e Salvador, não perca esta Oportunidade, pois pode ser a última!

Lembre-se, Jesus voltará em breve!

Agora eu te pergunto: Você que ser Amigo de Deus, reconheça o sacrifício do seu Filho, que foi por você, e o aceite em sua vida, está é a Grande Oportunidade que você tem hoje!


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

viernes, 14 de octubre de 2011

Poesia- Crianças de Deus

Jesus disse: Deixai vir a mim as crianças,
Não impeçam de ter esperança,
Pois o Senhor está entristecido,
Com os fatos acontecidos,
Como elas são tratadas,
No caminho dessa estrada.
Em nome de Jesus temos que fazer o bem,
Orientando nessa jornada,
Diante da luz que vem de Jerusalém,
Ajudando toda criança com amor,
Formando o caráter de valor,
Sendo guiados por Deus,
Sendo herança do povo seu,
Crianças preciosas,
Nessa aliança generosa,
Que ao pai aprende a falar,
No seu desejo de orar,
Suplicando a Deus que venha ajudar,
Ser uma criança temente,
Caminhando pela vida contente,
Saindo de uma vida tão injusta,
Servir a Deus é o que eu quero e nada custa.


Lucas 18; 15-17: Jesus Abençoa as crianças
E traziam-lhe também meninos, para que ele lhes tocasse; e os discípulos, vendo isto, repreendiam-nos. Mas Jesus, chamando-os para si, disse: Deixai vir a mim os meninos, e não os impeçais, porque dos tais é o reino de Deus. Em verdade vos digo que, qualquer que não receber o reino de Deus como menino, não entrará nele.

No último dia 12 foi comemorado o dia das crianças, claro, mais um motivo para aquecer as vendas do comércio, porém, como vocês já sabem, gosto de trazer estas comemorações para refletirmos à luz da Bíblia, portanto, pensemos como o poeta acima, ao relatar trechos da Palavra de Deus:

Deixemos que elas conheçam a Deus, não as impeçamos de terem esperanças; as tratemos como jóias preciosas de Senhor, pois elas realmente são o futuro da humanidade, como queremos que seja este futuro?

As ajudemos com amor, para que formemos nelas, caráter de valor e honra. Tendo Deus como seu Pai e Orientador, sendo herança dEle neste mundo sofredor. Logo querem aprender a falar, para à Deus orar e nesta oração pedir a sua ajuda, tanto por si, quanto pelos que o cercam. O meu desejo é que sejam crianças tementes ao Senhor, o Louvando com Amor e ao mundo cheio de dor, levar a mensagem do Salvador.


As Crianças são de Deus, as formemos para Adorá-lo!


Queridos, é muito triste ver crianças morando nas ruas, sem ter onde dormir, o quê comer, o quê vestir, num total abandono e desamparo por parte da sociedade, Deus em sua Palavra nos alerta que no mundo nunca deixará de existir os pobres, porém isto ainda impacta, confesso que esta foto fez o meu coração chorar; esta situação é lamentável, e só ocorre por conta da ganância do ser humano, ou seja, Poucos com Muito e Muitos com Pouco!

Deuteronômio 15; 11: Pois nunca deixará de haver pobre na terra; pelo que te ordeno, dizendo: Livremente abrirás a tua mão para o teu irmão, para o teu necessitado, e para o teu pobre na tua terra.

Gente, nos coloquemos no lugar da mãe desta criança, ainda não sou mãe, mais ver esta imagem doeu muito; será que vocês gostariam de ver o seu filho assim e não poder fazer nada? Creio que não. Então façam como se fosse por uma parte de você (saliento que os cristãos são parte de um corpo, o corpo de Cristo), então, se lembrem disto, um órgão necessita do outro, igual somos nós, seres humanos, precisamos uns dos outros.

1 Coríntios 12; 12-26: Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo? E se a orelha disser: Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo? Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato? Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis. E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo. E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós. Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários; E os que reputamos serem menos honrosos no corpo, a esses honramos muito mais; e aos que em nós são menos decorosos damos muito mais honra. Porque os que em nós são mais nobres não têm necessidade disso, mas Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela; Para que não haja divisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros. De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.

Nós como cristãos precisamos fazer alguma coisa por estas pessoas, não podemos ficar de mão atadas, vendo vidas se esvaindo, muitos para enganar a fome, dormem, e as vezes nem mais acordam, pois a debilidade é tão grande que o organismo não tem mais forças para lutar. Eles precisam de nós, precisam que façamos algo por eles, e claro, precisam conhecer o Amor de Cristo, porém não sejamos omissos e ver pessoas passando fome e dizer apenas: Jesus te Ama! E achar que já fizemos a nossa parte. Não, não fizemos, pois Deus nos ensina que quando dermos de comer, de beber e de vestir ao necessitado, a Ele o fazemos, Ele não nos disse que ficássemos esperando que outros façam e nós não precisamos fazer, como verão Deus em nós? Nos atos que fazemos, não esperando reconhecimento do mundo, porém isto fica manifesto para a Glória de Deus. Faça como a viúva mencionada na Bíblia, contribua com o que você pode, como você pode e de coração sincero. Dê sem ter, para ter pra dar! Viva pra servir, não apenas sirva pra viver!

Mateus 25; 34-45: Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

Lucas 21; 1-4: E, olhando ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro; E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas; E disse: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva; Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

sábado, 8 de octubre de 2011

Poema- Prosa do poeta leigo

Se prosa é o curso livre do discurso
livre de pretensões, livre da métrica,
escrevo estas minhas, poucas linhas, retas.
Mas se não é o verso, não seja inverso
e dele, ausência completa,
não vulgar, trivial, ou comum,
mas sem grande elevação
de fácil compreensão
aos que se debruçarem sobre ela.
Não sei se é possível a uma prosa
não ser também uma conversa
e dessa temo alguns aspectos,
conotações aos quais nos arremessa,
a saber: “isto é conversa”, “palavreado”,
“bafo” de alguém, que não tem
a menor intenção de cumprir;
segundo Aurélio expressa.



Conversar é versar com
e eu estou só, versando
versando só assim
quiçá serei poeta
mas nem isso me atrevo
dizer que sou profeta,
sejamos pois pastores,
quem quer que ouça
e reconheça a voz
do pastor de todos nós
que amar aos pequeninos
também nos inquieta.
No campo da prosa em nível semântico
encontrei, prático, positivo,
este, baseado em experiências
ou fatos que não admitem dúvidas,
fala consoante a realidade,
aquele, perito experiente,
que por sua capacidade de agir,
pode ir e conduzir
por onde é transitável,
mostrar a rota certa.



Somos “os do Caminho”,
discípulos daquele que disse,
“Eu sou o caminho”
que pouco escreveu,
mas que muito imprimiu,
não em papel e com tinta,
mas nas mentes e corações
daqueles que mais tarde declararam
não vai jamais ninguém nos demover
o que vimos e ouvimos,
não podemos deixar de dizer
para não desvanecer,
é impressão perpétua.



Este é o caminho para não querer,
outro “vem a nós”
se não o ver,
vir a nós o seu reino.
Reino que não é outro, se não
o reino dos pequeninos pois
dos tais é o reino dos céus,
o Mestre disse aos seus
deixem que venham a mim
que ninguém os impeça.



Senta-te para uma prosa
diga-me se és sabedor
trazes viola prangente
sendo tu seu tangedor
de mãos hábeis, mão-tenente
de Jesus o bom pastor
dou-te o texto, vês o ensino?
Em que verso começou?



Cantador
Achei no Livro Sagrado
Mateus dezenove seis
que bom que me deste vez
ser teu co-laborador.
Nesta obra que tanto estimo
vívido a viver este ensino
que antes de haver menino,
macho e fêmea os criou.



Poeta prosador
Sendo assim o que Deus juntou
não é bom que esteja só
ninguém desfaça este nó
daquele que a si nos atou.



Cantador
Sou livre e sem amarras
comprado pra liberdade
mas a minha felicidade
é estar ligado aquela
a quem quando eu disse vamos
de pronto disse vambóra
doravante o que outrora fomos,
não seremos mais.
Nossos corações?
continuam sendo dois,
dois vassalos
levando numa liteira
vida inteira
em função de nós
que não se desatam
estes que demos em nós.
E tu poeta ancião?
Teus cabelos encanecidos
por tantos dias vividos
teria desvanecido,
o prazer da companhia
daquela que amaste um dia?
Tens ainda poesia,
prosa, verso, uma canção?



Poeta prosador
Eu quero me mirar
na água da minha cisterna
mulher da minha mocidade
libido, saudade,
sede da minha gazela.
Obrigado Senhor, pelo meu amor,
o beijo, o doce, os seios dela.
Sentarmos a mesa para comer o grão,
sairmos juntos plantando a semente
cuidar da vida das mudas de gente
que brotam de nós.



E outras mudas de gente,
filhos da alteridade
a soltas pela cidade
onde a orfandade os levou.
Estenda-se nosso cuidado
aos meninos abandonados
correndo riscos diversos
que dos pais estão dispersos
como ovelhas sem pastor.



Quem não se fizer menino
capaz de com eles brincar
e crer no que o Pai promete
não perde por esperar
por não esperar, travesso
se as avessas, tropeço,
se precipita no mar.
Imóvel atado a pedra
ou na barriga de um peixe
se pedir que Deus lhe deixe
se viver, se ele deixar,
quem viver verá mudança.
Quem é este que canta e dança?
Rodeado de crianças
das quais se pôs a cuidar.



Cantador
Pois não, eis-me aqui,
se é pra cuidar de meninos
pode me chamar,
que eu vou.
Sei que tem beira de estrada
pedra que eu levei topada
tem também terra molhada
lavoura toda formada
que eu já vi
pé com botãozinho e flor.
Vamo simbóra
pra nossa roça
cuidar de brotos e mudas
pra quando o amanhã chegar,
florescer e dar frutos bons.



Mas quanto àqueles meninos
com pai vivo
e mãe bulindo
todos ao relento dormindo
carentes do mesmo amor.



Poeta prosador
Vamos levá-los para a casa
o pai, a mãe, o filho, a filha
se temos toda a família
só falta o que lhes faltou.



Cantador
Para o cancionista
o amor é matéria-prima
ainda que não haja rima
e que eu até perca o tom
se não me faltar este dom
sobrosso nenhum restou.



Se o sobrosso é o medo
na linguagem nordestina
e é a Bíblia que ensina
que o amor é caridade
não será temeridade
pois Deus por sua bondade
um dia nos adotou.



Jesus seu Filho Unigênito
que agora é Filho Primeiro
correu risco verdadeiro
até a morte enfrentou.
Nele todo homem é filho
filho que Deus adotou,
nele Deus é filho adotivo de um homem
o qual digo agora o nome
José que Jacó gerou.


Roberto Diamanso
Citado no livro Uma Criança Os Guiará (Editora Ultimato, 2010).




Queridos, Seguem abaixo versículos que servem respectivamente de referência para os trechos do poema acima, Sejamos como os pequeninos (em inocência e pureza de coração), pois dos tais é o Reino dos Céus, não fiquemos vagando pelo mundo como ovelhas que não têm Pastor, Ouçamos a voz do nosso Querido Pastor (Deus), o qual nos comprou por bom preço, preço de sangue, o sangue do seu Filho Jesus (cujo é o caminho, a verdade e a vida) e é através dEle que nos tornamos filhos em adoção e recebemos a Liberdade, somos livres do pecado e não para pecar, lembremos deste Grande Amor, cujo Jesus deu sua vida pra salvar-nos, digamos a Deus: Eis-me aqui, envia-me a mim, pra que preguemos este amor a todos!

João 10; 14-16: Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas. Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor.

João 14; 6: Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

Mateus 6; 10: Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu.

Mateus 18; 10 e 11: Vede, não desprezeis algum destes pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos nos céus sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus. Porque o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido.

Mateus 19; 6: Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.

Gênesis 2; 18: E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.

1 Coríntios 6; 20: Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.
1 Coríntios 7; 23: Fostes comprados por bom preço; não vos façais servos dos homens.

João 8; 36: Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.
Romanos 6; 20: Porque, quando éreis servos do pecado, estáveis livres da justiça.
1 Pedro 2; 16: Como livres, e não tendo a liberdade por cobertura da malícia, mas como servos de Deus.
Salmos 60; 5: Para que os teus amados sejam livres, salva-nos com a tua destra, e ouve-nos.

Salmos 128; 1-6: Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos. Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem. A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa. Eis que assim será abençoado o homem que teme ao SENHOR. O SENHOR te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém em todos os dias da tua vida. E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel.

Mateus 9; 36: E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor.

Isaías 6; 8: Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.

Mateus 7; 17: Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
Tiago 3; 17: Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.

1 Coríntios 13; 4-7: O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Romanos 8; 15: Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai.
Efésios 1; 5: E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade.

João 3; 16: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla