Motivos para ter criado o Blog:

Mi foto
Eu criei este Blog pra levar a Palavra de Deus a toda criatura. (Marcos 16; 15) Obs.: É por meio deste Blog que eu estou publicando os Estudos que já havia enviado aos meus amigos por e-mail, e aos que não viram todos, aqui terão acesso a eles; pois também foi pelo aumento na demanda de pessoas nos grupos de e-mail que criei o blog. Eu já publiquei os novos, após publicar os anteriores." A Palavra de Deus se renova a cada manhã!", "O céu e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar. - Mateus 24; 35" Um outro motivo pra o blog existir foi por causa de alguns amigos que me incentivaram/estimularam e ajudaram pra que essa idéia se concretizasse e por meio dela, muitas almas sejam alcançadas. Aproveitem este espaço pra conhecer um pouco mais da Palavra de Deus e me ensinar também! Obs.: “Muitas das mensagens que postei fui eu quem “escreveu”, utilizando a Palavra de Deus; e as que não fui eu que “escrevi” completamente ou complementei, procurei citar o nome do autor, e alguns que não coloquei foi por não saber quem é!” Este Blog só existe pra levar a Mensagem do Sofrimento de Jesus na Cruz, que foi por Amor a mim e a você! E não para qualquer outro propósito!

"Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações."

Marcos 13;10


sábado, 10 de diciembre de 2011

Entendendo o que a Bíblia diz sobre:

Orientações de como proceder conforme Deus nos ensina em sua Palavra:



1. Se você quer ajudar alguém, não precisa sair dizendo a todas as pessoas o que fez; isto só lhe será útil se você quiser reconhecimento dos homens e não o de Deus, porém se queres agradar ao Pai celestial e obter galardão junto a Ele, seja discreto, dê com uma mão para que a outra não veja.

Mateus 6; 1-4: Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita; Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.


2. Parecido com o item acima é o orar/clamar pelos demais, pois não é necessário que todos saibam o que se passa com alguém que muitas vezes te pediu oração, pois se houve esta confiança, não a quebre, não torne público o pedido do teu irmão. Nem pensem que por orar eloqüentemente em público Deus irá se agradar mais do que de uma oração simples e sincera de uma pessoa de coração humilde.
O momento da oração ele é muito íntimo, pois é quando precisamos falar com Deus das coisas que nos aflige, que ansiamos, que necessitamos; por isto Deus nos orienta a entrar em nosso quarto, pois é um local que temos privacidade para orar, clamar, chorar, rasgar sem reservas o nosso coração perante o Senhor, pois o que pedirmos hoje, seremos atendidos amanhã (tempo de Deus) e quando acontecer todos irão ver.


Mateus 6; 5-8: E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.

João 13; 7: Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.


3. A oração não é pra ser repetitiva, uma vez que se fosse pra ser repetitiva seria uma reza, porém o Senhor nos orienta a ORAR, Que é uma conversa, falar com Deus o que sentimos e o que precisamos que Ele nos dê resposta. Uma coisa que confundem muito é a orientação de oração no texto abaixo, pois muitos a repetem pensando que estão fazendo o que Deus ensinou, porém estão muito enganados, já que a oração mencionada abaixo é um MODELO a ser seguido, que devemos utilizá-la adequando as nossas necessidades, a nossa forma de falar com Deus; é como a liturgia de um culto, sabemos em que momento cada coisa irá acontecer, porém cada culto é diferente do anterior, o mesmo é com a oração, pois o que precisamos hoje, pode não ser mais necessário amanhã. E a minha necessidade é diferente da que o meu irmão tem.

Mateus 6; 7-13: E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.

Vamos observar por parte:

Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu: Este é o primeiro momento de cada oração, iniciamos Adorando a Deus, reconhecendo a sua soberania, e pedindo que Ele faça em nossas vidas o que lhe apraz.

O pão nosso de cada dia nos dá hoje: É neste momento que pedimos a sua ajuda (capacidade, conhecimento, sabedoria, saúde...) em nossos Estudos, no nosso Trabalho para que nunca falte o alimento em nossa mesa, pois todo trabalhador é digno do seu salário.

E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores: Este é o momento que precisamos confessar pra Deus as nossas falhas e lhe pedir perdão. Precisamos também pedir a Deus que nos ensine a perdoar a quem nos fez algum mal. Se não perdoamos a quem nos ofende, como poderemos pedir que Deus nos perdoe?! Não sejamos como o credor incompassivo.

E não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal: Agora falamos para Deus as nossas fragilidades, para que Ele não nos permita ceder às tentações, para que Ele nos dê livramentos (muitos nós nem vemos, outros Deus permite que saibamos para testemunhar).

Porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém: Concluímos agradecendo por tudo que Ele nos concede (fôlego de vida, bênçãos alcançadas, livramentos,...), nos entregando em suas mãos, para que Ele faça em nossas vidas prevalecer a sua vontade (boa, perfeita e agradável), O Adoramos pela beleza da sua santidade, santidade esta que devemos buscar se quisermos morar no céu e vê-lo face a face. Por que tudo é dEle, por Ele e para Ele!

Romanos 12; 2: E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

1 Crônicas 16; 29: Tributai ao SENHOR a glória de seu nome; trazei presentes, e vinde perante ele; adorai ao SENHOR na beleza da sua santidade.

1 Pedro 1; 16: Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.

Colossenses 1; 16: Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.


Mateus 6; 14 e 15: Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

Mateus 18; 23-35: A parábola do credor incompassivoPor isso o reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos; E, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos; E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a dívida se lhe pagasse. Então aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Então o senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos, que lhe devia cem dinheiros, e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves. Então o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Ele, porém, não quis, antes foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. Vendo, pois, os seus conservos o que acontecia, contristaram-se muito, e foram declarar ao seu senhor tudo o que se passara. Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas.


4. Semelhante aos dois primeiros itens, não devemos jejuar para que todos saibam que estamos em jejum, não é sábio e nem prudente, pois o mundo não entende e irá escarnecer. Sejas discreto quando a este assunto também, pois no momento certo Deus irá conceder a vitória a qual você jejuou e todos saberão o que Deus fez em resposta a este sacrifício.

Mateus 6; 16-18: Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.


Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

No hay comentarios.: