Motivos para ter criado o Blog:

Mi foto
Eu criei este Blog pra levar a Palavra de Deus a toda criatura. (Marcos 16; 15) Obs.: É por meio deste Blog que eu estou publicando os Estudos que já havia enviado aos meus amigos por e-mail, e aos que não viram todos, aqui terão acesso a eles; pois também foi pelo aumento na demanda de pessoas nos grupos de e-mail que criei o blog. Eu já publiquei os novos, após publicar os anteriores." A Palavra de Deus se renova a cada manhã!", "O céu e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar. - Mateus 24; 35" Um outro motivo pra o blog existir foi por causa de alguns amigos que me incentivaram/estimularam e ajudaram pra que essa idéia se concretizasse e por meio dela, muitas almas sejam alcançadas. Aproveitem este espaço pra conhecer um pouco mais da Palavra de Deus e me ensinar também! Obs.: “Muitas das mensagens que postei fui eu quem “escreveu”, utilizando a Palavra de Deus; e as que não fui eu que “escrevi” completamente ou complementei, procurei citar o nome do autor, e alguns que não coloquei foi por não saber quem é!” Este Blog só existe pra levar a Mensagem do Sofrimento de Jesus na Cruz, que foi por Amor a mim e a você! E não para qualquer outro propósito!

"Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações."

Marcos 13;10


domingo, 18 de agosto de 2013

Quando quiserem te apedrejar, Conte com Ele!

João 8; 5 e 10: E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?




Não querendo entrar no mérito do caso, pois não tenho esta intenção, apenas estou usando a título de ilustração. Refiro-me a Sakineh Ashtiani. Há algum tempo ela vive um pesadelo, não sabe se será solta e continuará viva ou será condenada e executada. Estou escrevendo isto em fevereiro de 2011.


Jogamos pedras de maneiras variadas: quando oferecemos o nosso desprezo, quando ignoramos, excluímos, discriminamos, damos as costas, humilhamos, exploramos, escravizamos, caluniamos, criticamos, expomos, passamos para trás, traímos, mentimos, quando somos ríspidos e grosseiros no falar, quando não amamos, quando não perdoamos, quando não somos nobres e cristãos.

Terminei nesta semana a leitura de um bom livro: “Personagens ao redor da cruz”, de Tom Houston. Fala do processo, ou como se dava o apedrejamento. A vítima era levada a um lugar alto e lançado de costas. Ao cair, seu corpo já estava quebrado e então acontecia o apedrejamento. A Bíblia fala de pessoas que foram mortas por apedrejamento. Estêvão foi uma delas:

Atos 7; 59: E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito.


A mulher cuja história vem contada em João 8; 1-11 foi apanhada em adultério. Os escribas e fariseus queriam apedrejá-la. O que dizia a lei?

Levítico 20; 10: Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera.


Quantas vezes vivemos situações diferentes: ou querem nos apedrejar ou somos nós que jogamos pedras nas pessoas. Tanto uma como a outra são situações desagradáveis. Deus não nos chamou para julgar as pessoas:

Mateus 7; 1 e 2: Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.

Romanos 14; 10: Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo.


Se, porventura, estamos passando por momentos difíceis, perseguições, incompreensões, fofocas, podemos estar seguros que Deus jamais permitirá que o mal prevaleça sobre seus filhos:

Isaías 54; 17: Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR, e a sua justiça que de mim procede, diz o SENHOR

Jeremias 1; 19: E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para te livrar.


Jesus não aprovou o ato da mulher adúltera, sua prática é condenada pela Bíblia:

Êxodo 20; 14: Não adulterarás.


Tudo o que Jesus fez foi perdoá-la e deu-lhe uma ordem muito clara:

João 8; 11: E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.


Viva uma vida nova, trilhe novos caminhos. Conte com Ele quando quiserem lhe apedrejar.


Pare para meditar no que estudamos hoje:

Salmos 27; 2: Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, se chegaram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram.


Oremos:

Grandioso Deus,
Nas tuas mãos entrego todas as pedras que têm tentado me atingir.
Encho-me de toda pureza de Cristo, regozijando e alegrando em ti, que és fiel, justo, verdadeiro e nunca falhas.
No nome precioso de Jesus. Amém!


Pastor Messias Anacleto Rosa




Que Deus em Cristo vos Abençoe!

Fraternalmente,
Erica Carla

No hay comentarios.: